Bloqueio de caminhões russos na Ucrânia é ‘anarquia’, diz Kremlin

Ativistas começaram a brecar caminhões com placas russas na semana passada

Ativistas começaram a brecar caminhões com placas russas na semana passada

Mukachevo.net
Após ocorrência, ambos os países proibiram fluxo de caminhões entre si. Movimento teve início com manifestação de ativistas ucranianos na porção oeste do país.

O porta-voz do Kremlin, Dmítri Peskov, descreveu o bloqueio de caminhões russos na Ucrânia por ativistas locais como “anarquia” e “ultrajante”, segundo a agência de notícias Interfax.

“De todo modo, é absolutamente contrário ao direito internacional”, disse.

O porta-voz não teceu comentários sobre a decisão das autoridades russas de suspender temporariamente o tráfego em território russo de caminhões licenciados na Ucrânia nem se pronunciou sobre a suspensão oficial de caminhões russos anunciada pelo governo ucraniano na segunda-feira (15).

Peskov afirmou, porém, que o Kremlin está “monitorando de perto a situação”.

De acordo com o Ministério dos Transportes russo, a suspensão vigente surgiu em resposta à obstrução informal de caminhões russos em trânsito na Ucrânia. Após a decisão russa, Kiev adotou também medidas oficiais contra o tráfego de caminhões russos no país.

Ativistas ucranianos começaram a interferir na passagem de caminhões com placas russas ainda na semana passada.

A ação teve início em Zakarpattia, na porção ocidental da Ucrânia, e depois se espalhou para as regiões de Lviv e Volyn. Os atrasos afetaram caminhões que transportavam mercadorias para Eslováquia, Hungria e Bielorrússia.

Originalmente publicado pelo The Moscow Times

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.