As construções mais altas da Rússia (e às vezes da Europa)

Aerial view of Moscow-City (Moscow International Business Center) over Moskva River. Moscow-City is a modern commercial district in central Moscow.

Aerial view of Moscow-City (Moscow International Business Center) over Moskva River. Moscow-City is a modern commercial district in central Moscow.

Legion Media
Além da Torre Ostankino, com 540 metros, outros edifícios do país impressionam.

1. Torre Ostankino (540 metros)

Ostankino (Foto: Getty Images)Ostankino (Foto: Getty Images)

Essa torre de TV e rádio foi construída em 1967 e é considerada uma das obras-primas da engenharia soviética. Foi o prédio mais alto do mundo até 1975, quando a Torre CN, em Toronto (Canadá), a ultrapassou em 13 metros.

A Ostankino foi concebida pelo engenheiro soviético Nikolai Nikitin, cujos trabalhos famosos incluem também a Universidade Estatal de Moscou Lomonossov, o estádio  Lujniki, também na capital russa, e o monumento Mãe-Pátria, em Volgogrado.

Atualmente, a torre está aberta a visitação e qualquer pessoa pode desfrutar de vistas panorâmicas sobre a capital a partir de um deck de observação especial.

2. Torre da Federação (374 metros)

Torre da Federação (Foto: Igor3188(CC BY-SA 4.0)Torre da Federação (Foto: Igor3188(CC BY-SA 4.0)

Localizada no Centro Internacional de Negócios de Moscou, a Torre da Federação é o mais alto arranha-céu da Rússia – e de toda a Europa. Foi projetado pelo engenheiro alemão-russo Serguêi Tchoban e pelo professor e engenheiro alemão Peter Schweger. O edifício consiste em duas torres (a leste é mais alta) unidas por um pilar central que se eleva em direção ao céu. O projeto, que foi concluído este ano, é estimado em cerca de 1,2 bilhão de dólares. Além de apartamentos e escritórios, o prédio também possui restaurantes, bares, agências de turismo e até um centro de lazer e bem-estar.

3. Complexo OKO – Torre Sul (354 metros)

Complexo OKO (Foto: Legion Media)Complexo OKO (Foto: Legion Media)

Finalizada em 2015, a Torre Sul do complexo OKO é o segundo edifício mais alto da Rússia e da Europa. Também composto por duas torres e localizado no centro empresarial da capital russa, o OKO foi projetado pela empresa americana de arquitetura, planejamento urbano e engenharia Skidmore, Owings & Merril, que ficou conhecida por projetar o prédio mais alto do mundo – Burj Khalifa, em Dubai. Além de apartamentos e salas de escritório, o OKO possui restaurante e estacionamento. O metro quadrado dos apartamentos do complexo é avaliado em até US$ 23.700.

4. Mercury City Tower (338,8 metros)

Mercury City Tower (Foto: Getty Images)Mercury City Tower (Foto: Getty Images)

A fachada de cobre alaranjado da Mercury City Tower faz com que esse edifício se destaque entre os outros arranha-céus da capital russa. Arquitetado pelo russo Mikhail Posokhin e pelo americano Frank Williams, esse prédio foi inaugurado há quatro anos. Assim como os arranha-céus vizinhos, trata-se de um edifício multifuncional.

5. Torre de TV de São Petersburgo (326 m)

Torre de TV de São Petersburgo (Foto: Legion Media)Torre de TV de São Petersburgo (Foto: Legion Media)

Construída de 1956 a 1962, a torre de TV de São Petersburgo foi a primeira do tipo durante a União Soviética. Na época em que foi erguida, a era a estrutura mais alta da Europa, ultrapassando, inclusive, a parisiense Torre Eiffel. Hoje em dia, não goza do mesmo status, embora continue sendo o edifício mais alto da porção norte da Rússia. Ao contrário da Ostankino, porém, essa torre não está aberta a visitação.

6. Ponte Russky (324 metros)

Ponte Russky (Foto: Vitáli Ankov/RIA Nôvosti)Ponte Russky (Foto: Vitáli Ankov/RIA Nôvosti)

Símbolo da cidade russa de Vladivostok (no Extremo Oriente do país), a ponte Russky foi construída em 2012 para receber a Cúpula da Apec. Desde então, essa estrutura conecta a Rússia continental à ilha Russky, que tornou-se sede do anual Fórum Econômico do Oriente. A Russky é a ponte mais alta do mundo, perdendo apenas para o Viaduto de Millau, no sudoeste da França, e custou US$ 1 bilhão.

7. Edifício Eurásia (308,9 metros)

Edifício Eurásia (Foto: Legion Media)Edifício Eurásia (Foto: Legion Media)

Nos 72 andares da Edifício Eurásia, em Moscou, há escritórios, lojas e academias. Esse prédio construído pela americana Swanke Hayden Connell Architects foi parar nas manchetes em junho, quando um “roofer” tentou escalá-lo. O jovem, porém, foi parado no 52º andar e imediatamente preso pela polícia.

Bônus: Campanário de Ivan, o Grande

Da esq. à dir.: Catedral da Dormição, o Palácio do Senado e o Campanário de Ivan, o Grande, no Kremlin de Moscou (Foto: Aleksêi Druzginin/Anton Deníssov)Da esq. à dir.: Catedral da Dormição, o Palácio do Senado e o Campanário de Ivan, o Grande, no Kremlin de Moscou (Foto: Aleksêi Druzginin/Anton Deníssov)

Até o final do século 19, o edifício mais alto de Moscou era o Campanário de Ivan, o Grande, no Kremlin.

Foi construído ao longo de três séculos a partir de 1329 e atingiu sua altura máxima (81 metros) em 1600. Na época, era proibido erguer edifícios mais altos do que essa torre – até que surgiu a Catedral de Cristo Salvador, em 1883.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail?  
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.