40% dos russos se dizem abstêmios, revela pesquisa

Pôster de propaganda soviéticas contra a ingestão de bebidas alcoólicas.

Pôster de propaganda soviéticas contra a ingestão de bebidas alcoólicas.

Arquivo
De acordo com estudo, consumo de álcool de álcool caiu no país. Expectativa de vida, pelo contrário, subiu.

Uma pesquisa do instituto de pesquisas de opinião pública russo VTsIOM revelou que 40% dos russos são abstêmios.

Os números são um avanço significativo se comparados a 2009, quando apenas 25% dos entrevistados afirmavam não beber.

Dos entrevistados, 59% afirmaram beber de tempos em tempos, enquanto 44% dos que bebem regulamente dizem ter diminuído o consumo nos últimos 12 meses. Apenas 4.% dizem beber mais que antes.

Em 2016, a Gazeta Russa detectou a tendência entre os russos de diminuir o consumo de vodca.

“As vendas de vodca caíram drasticamente”, disse a pesquisadora da Academia Presidencial Russa de Economia Nacional e Administração Pública, Aleksandra Burdiak.

“A queda foi de 13,4%, em comparação ao mesmo período no ano passado. A maior queda ocorreu no ano passado, quando as vendas de vodca caíram 12,6% em comparação a 2014.

Em 2016, a ministra da Saúde Veronika Skvortsova declarou que a expectativa de vida dos russos subiu para mais de 71,2 anos e um dos motivos foram “mudanças saudáveis no estilo de vida, queda do fumo e do consumo de álcool”.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail?
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.