Gêmeas siamesas ligadas pela cabeça são separadas após parto em Moscou

Prognóstico para as duas meninas separadas é positivo, segundo médicos

Prognóstico para as duas meninas separadas é positivo, segundo médicos

Aleksandr Kondratuk/Ria Nôvosti
Procedimento aconteceu no dia do nascimento e levou menos de 30 minutos. Segundo cirurgiões responsáveis, meninas terão desenvolvimento físico e mental normal.

Neurocirurgiões de Moscou realizaram, no último dia 12 de julho, uma cirurgia complexa para separar gêmeas recém-nascidas ligadas pela cabeça, informou a agência de notícias RIAMO. 

As meninas nasceram de cesariana, e a cirurgia de separação foi realizada no mesmo dia, após exame minucioso dos bebês, segundo a Secretaria de Saúde de Moscou. O procedimento durou menos de meia hora.

“As crianças apresentam boas condições de saúde, e os médicos acreditam que seu desenvolvimento físico e mental será normal no futuro”, declarou um porta-voz do órgão.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail?
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.