Chile aconselha torcedores na Copa a “não mexer” com russas na rua

Além de evitar abordagem a russas, cartilha destaca proibição de consumo de álcool em locais públicos

Além de evitar abordagem a russas, cartilha destaca proibição de consumo de álcool em locais públicos

Shutterstock/Legion Media
O Ministério das Relações Exteriores do Chile emitiu uma série de recomendações para os cidadãos do país que viajarem à Rússia para acompanhar a Copa das Confederações. Um dos mais importantes é “não mexer” com as mulheres na rua.

Às vésperas da Copa das Confederações, que será realizada este ano na Rússia, o Ministério das Relações Exteriores do Chile publicou uma série de recomendações para os viajantes por meio da plataforma “Chile vai contigo”. Segundo estimativas do governo de Santiago, cerca de 8.000 chilenos estarão presentes no torneio.

Entre as dicas para os torcedores que viajarão 14 mil km para apoiar a seleção nacional , o portal recomenda que os visitantes “mexam com mulheres russas na rua”, uma vez que esse tipo de postura é reprovável no país eurasiático.

“O tratamento dado a mulheres é outro fator a considerar. Na Rússia não há hábito de mexer com as mulheres nas ruas, e essas atitudes são consideradas impróprias. Isso se torna ainda mais importante em Kazan, capital de maioria muçulmana”, lê-se no site. O governo chileno destaca também que não se deve jogar lixo ou consumir bebidas alcoólicas em espaços públicos.

“Muitos dos parques nas cidades-sede da Copa tem importante valor patrimonial, como estações de metrô, portanto, qualquer infração é punível por lei”, diz a nota.

O governo chileno salienta ainda a proibição de entrar com garrafas de vidro ou qualquer objeto pontiagudo nos estádios. “A violação dessa regra resulta na remoção do torcedor do estádio e na aplicação de sanções”, reforça o comunicado.

Na fase de eliminatórias da Copa das Confederações, a seleção chilena enfrentará a equipe dos Camarões em 18 de junho, no estádio do Spartak Moscou. Em seguida, irá disputar contra a Alemanha, em Kazan, e Austrália, novamente na capital russa.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.