Vice-presidente do Banco Central sugere acrescentar sexta ao fim de semana

Medida também impulsionaria setor de lazer

Medida também impulsionaria setor de lazer

Evguênia Novojenia/RIA Nôvosti
Aumento de descanso para três dias deve ser discutido “em breve” devido à evolução de tecnologias e consequente aumento da produtividade, diz executivo.

Em 15 anos, a sexta-feira poderá se tornar uma extensão do fim de semana, disse o primeiro vice-presidente do Banco Central da Rússia, Serguêi Chvetsov, citado pelo site de notícias Gazeta.ru.

“É muito importante ampliar as funções dos robôs para aumentar a produtividade do trabalho, e tenho certeza de que em cerca de 15 anos vamos discutir seriamente se a sexta-feira deve se tornar um dia do fim de semana”, disse Chvetsov, durante o Fórum Econômico de São Petersburgo, realizado entre 1º e 3 de junho.

“Uma vez que nossos medicamentos e produtividade do trabalho estão melhorando, em breve enfrentaremos a questão, o que todas essas pessoas farão”, acrescentou.

Chvetsov também destacou que, no caso de ampliação do fim de semana para três dias, serão abertos novos setores econômicos voltados ao lazer.

“Atualmente, cerca de 2% da população da Rússia alimenta todo o resto do país, e esse número continuará diminuindo no futuro”, concluiu.

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.