Dez sex-symbols das mulheres soviéticas

Lanovoi interpreta Kuraguin em adaptação de "Guerra e Paz".

Lanovoi interpreta Kuraguin em adaptação de "Guerra e Paz".

V. Uvarov/RIA Novosti
Entre cosmonautas e músicos clássicos, país teve seus próprios 'James Deans'.

1. Viatchesláv Tíkhonov, o espião das telonas

Viatchesláv como o espião soviético Stirlitz. / RIA NôvostiViatchesláv como o espião soviético Stirlitz. / RIA Nôvosti

Tíkhonov ganhou fama graças ao papel como professor no drama “Viveremos até segunda” (em tradução livre do russo “Dojiviom do ponedelnika”, 1968), como Andrêi Bolkonski na adaptação de “Guerra e Paz” (1966-1967) à série épica de Serguêi Bondatchuk, e como o espião soviético Stierlitz na série de TV “cult” intitulada “Dezessete Momentos da primavera” (em tradução livre do russo “Semnadtsat mgnovenie vesni”, 1973). Na última, Stierlitz trabalha para a SS na Alemanha nazista, colocando a própria vida em risco a todo o tempo e mostrando sua coragem. Depois disso, Tíkhonov ainda estrelou em uma dezena de filmes, como a versão soviética de “Hachiko”, intitulada “Bim branco orelha negra” (em tradução livre do russo “Beli Bim tchernoe ukho”, 1977). Procure os filmes de Tíkhonov e conte-nos quem é melhor: ele ou Richard Gere?

2. Iúri Gagárin, cosmonauta

Sorriso teria sido fator decisivo para escolha de Gagárin como primeiro homem a ir ao espaço. / RIA NôvostiSorriso teria sido fator decisivo para escolha de Gagárin como primeiro homem a ir ao espaço. / RIA Nôvosti

Dizem que o fator decisivo para a escolha de Gagárin como o primeiro homem a ir ao espaço foi seu sorriso radiante. Antes de pousar, ele tinha que conquistar a todos com aquele sorriso. E ele conseguiu. A fotografia de Gagárin em seu escafandro rodou ao redor da Terra e, depois, ele fez sua turnê mundial. Ao se tornar o primeiro homem a ver de perto as estrelas, parece, Gagárin tornou-se ele próprio uma.  Seus amigos se lembram dele como um homem calmo, aplicado e alegre, um verdadeiro ideal a ser seguido.

3. Vassíli Lanovoi, o herói romântico

Lanovoi como Kuraguin em adaptação de "Guerra e Paz". / V. Uvarov/RIA NôvostiLanovoi como Kuraguin em adaptação de "Guerra e Paz". / V. Uvarov/RIA Nôvosti

Só olhando, não é possivel entender por que as mulheres amavam Lanovoi. Ele também tinha um timbre único e ainda não perdeu seu charme. Seus papéis mais importantes estão relacionados a histórias de amor, como a do jovem capitão Artur Grey no filme “Velas escarlates” (em tradução livre do russo “Alie parussa”), como Anatol Kuraguin na série “Guerra e Paz” (1966-1967), e como Aleksêi Vrônski em “Anna Karênina” (1967). Lanovoi fez outro grande papel no filme cult “Oficiais” (1971), em que homens de três gerações da mesma família participam de diferentes guerras e se tornam heróis. Foi a partir desse título que se imortalizou a frase “Existe uma profissão chamada ‘defender seu país’” . Ele transformou a guerra em uma das profissões mais prestigiosas da URSS.

4. Aleksandr Abdulov, bad boy do cinema

Abdulov e sua mulher eram considerados o casal de atores mais bonito da URSS. / Dmítri Korobeinikov/RIA NôvostiAbdulov e sua mulher eram considerados o casal de atores mais bonito da URSS. / Dmítri Korobeinikov/RIA Nôvosti

Abdulov e sua primeira mulher, Irina Alferova, eram considerados o casal de atores mais bonito da URSS. Esse pedaço de mau caminho era o maior conquistador do país. Um de seus papéis mais memoráveis aconteceu no filme “Carnaval” (1981), em que ele seduz uma garota simples do interior e depois a deixa. Já em “Procure uma mulher” (em tradução livre do russo “Ischite jenchinu”, 1982), ele interpreta um vilão que mata o amante da mulher de seu chefe.

5. Vladímir Vissótski, cantor

Em 2010, Vissótski foi votado como segundo maior ídolo da era soviética. / TASSEm 2010, Vissótski foi votado como segundo maior ídolo da era soviética. / TASS

Com sua voz rouca, Vissótski é reconhecido imediatamente acompanhado por seu violão de cordas de aço em canções de arrepiar a alma que embalaram muitas gerações soviéticas. Ele também era conhecido como ator teatral (um de seus maiores papéis foi o de Hamlet, no teatro Taganka). Já em 2010, o ator-cantor foi votado como o segundo ídolo soviético mais amado do século 20, em uma pesquisa pelo país, atrás apenas de Gagárin. Ele foi o primeiro homem na União Soviética a comprar uma Mercedes (dizem que o secretário geral Leonid Brejnev tinha um carro parecido, mas que esse ficava na garagem). Vissótski era casado com a bela atriz francesa Marina Vladi em uma época em que casamentos com estrangeiros eram raros na União Soviética.

6. Andrêi Mirônov, o velhaco

Com diversos papéis de salafrário no currículo, ator arrasava quarteirões. / Ribakov/RIA NôvostiCom diversos papéis de salafrário no currículo, ator arrasava quarteirões. / Ribakov/RIA Nôvosti

Mirônov foi um dos atores mais populares da URSS. Enquanto seus colegas mencionados anteriormente tinham papéis românticos ou heróicos, Andrêi era o perfeito salafrário. Ele estrelava constantemente em comédias e morreu praticamente no palco, quando desmaiou durante uma montagem de “O Casamento de Figaro”, em que fazia o papel principal. Um de seus papéis mais famosos foi o de contrabandista no filme “Braço de Diamante” (em tradução livre do russo “Brilliantova ruka”, 1969). As falas desse personagem ganharam popularidade no país, assim como sua interpretação de “Ilha do Azar” (do russo, “Ostrov nevezenia”).

7. Muslim Magomaev, barítono

Barítono teve casos com diversas atrizes famosas, mas seu grande amor foi por outra musicista. / Evguêni Kassin, Vladímir Savostianov/TASSBarítono teve casos com diversas atrizes famosas, mas seu grande amor foi por outra musicista. / Evguêni Kassin, Vladímir Savostianov/TASS

Considerado a “voz de ouro” da União Soviética, Magomaev conquistou os corações de muitas mulheres. Ele foi um dos mais jovens “Artistas do Povo” da URSS, tendo recebido esse prêmio aos 31 anos, e foi o primeiro soviético a fazer turnê em grandes cidades dos EUA, como Nova York, Chicago, São Francisco e Los Angeles. Magomaev também teve casos com atrizes famosas e figuras populares, entre elas Natália Fateeva, Edith Piekha e Svetlana Rezanova.  “Como você pode não se apaixonar por ele? Como você consegue resistir a uma pessoa assim? Linda, talentosa, generosa?”, disse Rezanova muitos anos depois em um programa de TV. Mas ele viveu 34 anos, até sua morte, com a mulher mais importante da sua vida, a “Artista do Povo” Tamara Sinivskaia.

A canção mais famosa de Magomaev, claro, é sobre o amor. Mas o amor por uma cidade, Moscou, a melhor cidade do planeta.

Fonte: YouTube/Канал пользователя sfumato77

8. Mikhail Boiarksi, o maior dos d’Artagnans

Até hoje os trejeitos desse d'Artagnan são repetidos pela sociedade russa. / Kinopoisk.ruAté hoje os trejeitos desse d'Artagnan são repetidos pela sociedade russa. / Kinopoisk.ru

Para muitos russos, esse ator e cantor de vistoso bigode ainda é associado – exclusivamente – a d’Artagnan devido a sua adaptação soviética para as telas dos “Três Mosqueteiros” (1978). Graças a d’Artagnan e às canções populares do filme, a popularidade desse ator alcançou enormes picos. Os espectadores riam e choravam enquanto torciam pelos fortes e corajosos protagonistas . A voz única e áspera de Boiarski e expresões como “mil demônios” estão entre as peculiaridades que adora-se imitar na atualidade.  

9. Oleg Iankovski, de cult a sedutor nas telonas e telinhas

Iankovski foi o sedutor de Laura em "Doutor Jivago". / Valéri Plotnikov/RIA NôvostiIankovski foi o sedutor de Laura em "Doutor Jivago". / Valéri Plotnikov/RIA Nôvosti

Iankovski estrelou muitos filmes, como “O espelho” (1974), de Tarkóvski e “Nostalgia” (1982), e melodramas clássicos soviéticos como “Voos em sonhos e na realidade” (em tradução livre do russo “Poliôti vo sne i naiavu”, 1982) e “Apaixonado por vontade própria” (em tradução livre do russo “Vliublion po sobstvennomu jelaniu”, 1983). Mas talvez seu papel mais famoso tenha acontecido no filme “Aquele mesmo Miunkhgauzen” (em tradução livre do russo “Tot sami Miunkhgauzen”, 1979), baseado em uma peça de Grigóri Gorin. Nos anos 2000, Iankovski interpretou Komarovski, o sedutor de Laura na série de TV “Doutor Jivago”. 

10. Valéri Kharlamov, jogador de hóquei

Jogador de hóquei foi quatro vezes campeão pela URSS. / Iúri Somov/RIA NôvostiJogador de hóquei foi quatro vezes campeão pela URSS. / Iúri Somov/RIA Nôvosti

Kharlamov foi quatro vezes campeão de hóquei pela União Soviética. Em setembro de 1972, em Montral, o time soviético destruiu a seleção canadense por 7 a 3. Kharlamov marcou dois naquele jogo e diz-se que ele teria recebido uma proposta de contrato de 2 milhões de dólares do NHL, mas recusou. Ele foi o primeiro jogador europeu a ter seu retrato no Hall do Hockey em Toronto. Em 2013, o maior galã russo da atualidade, Danila Kozlovski, interpretou Kharlamov em um filme sobre sua trajetória chamado “Lenda n° 17”.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.