Russos são o povo mais obcecado por gatos no mundo

Apesar de a Rússia ter a maior porcentagem de donos de felinos, é a Malásia quem possui a maior população de gatos do mundo

Apesar de a Rússia ter a maior porcentagem de donos de felinos, é a Malásia quem possui a maior população de gatos do mundo

Olga Sokolova/Global Look Press
Pesquisa revelou que 59% da população do país possui ao menos um gato.

Há uma velhinha louca por gatos dentro de boa parte dos cidadãos da Rússia. De acordo com uma enquete realizada pelo instituto de pesquisas Dalia, 59% dos russos possuem ao menos um gato em suas residências.

É o maior percentual de donos de gatos do mundo. A Ucrânia aparece em segundo lugar, com 49% da população com gatos, e os Estados Unidos vêm em terceiro - 42% dos americanos têm como bicho de estimação um ou mais gatos.

Apesar de a Rússia ter a maior porcentagem de donos de felinos, é a Malásia quem possui a maior população de gatos do mundo: 17% dos habitantes do país mantém três ou mais gatos em suas casas.

A pesquisa foi feita com mais de 43 mil pessoas em 52 países. A Coreia do Sul é quem aparece por último na lista de fãs dos bichanos: somente 9% dos sul-coreanos possuem gatos. No Brasil, 36% das pessoas têm gatos em casa, e a Argentina ocupa o quinto lugar da lista, com 41% de proprietários de felinos na população.

Os autores da pesquisa não ficaram surpresos em ver a Rússia no topo da lista. “Na Rússia, os gatos são há muito tempo colocados em um pedestal, desde o reinado da Imperatriz Elizabeth, no século 18, quando felinos reconhecidos por sua habilidade em caçar ratos eram levados para viver no palácio de São Petersburgo e eram muito mimados”, explicou o instituto de pesquisas em um comunicado.

“Hoje, na parte do palácio que se tornou o museu Hermitage, ainda há cerca de 70 gatos, que fazem a alegria de visitantes e funcionários do museu. Recentemente a Rússia foi sede da Exposição Internacional de Gatos, em São Petersburgo, e no dia 1º de março é comemorado o Dia Nacional do Gato”, continuou o comunicado.

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.