Universidades russas abrirão mais vagas para estrangeiros

Medicina e engenharia estão entre cursos mais procurados por estrangeiros

Medicina e engenharia estão entre cursos mais procurados por estrangeiros

Divulgação
Proposta é incluir 50 mil oportunidades para estudantes do exterior que procuram cursos no país e desburocratizar processo para obtenção de vistos.

O número de vagas para estudantes estrangeiros na Rússia terá um aumento de quase 30%, anunciou a vice-ministra russa da Educação e Ciência, Liudmila Ogoródova.

“A ministra e eu tomamos a decisão de aumentar a cota para estudantes estrangeiros. Solicitamos 50 mil vagas, um aumento próximo a 30%”, disse Ogoródova. Atualmente, a Rússia já dispõe de 150 mil vagas para alunos do exterior.

Segundo Ogoródova, as universidades estão prontas para receber o novo volume de estudantes estrangeiros. “Investimentos em ciência e educação ao longo dos últimos anos nos permitiram criar plataformas para a formação de estrangeiros em muitas universidades na Rússia e desenvolver programas em inglês”, acrescentou.

Medicina, engenharia, farmacêutica e tecnologia da informação são as disciplinas mais comuns por quem procura estudar no país.

Para simplificar a obtenção de vistos para todo o período de estudos, foi também proposta uma emenda à lei para que os alunos que se matricula em em uma universidade russa não precisem enviar seus documentos por duas vezes para obter um visto; assim, poderiam usar o visto obtido antes de serem oficialmente estudantes.

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.