Crise eleva cerveja a posto de nova bebida nacional

Segundo pesquisadora, tendência iniciou-se em 2013, pois russos nascidos após 1985 seguem gostos ocidentais.

Segundo pesquisadora, tendência iniciou-se em 2013, pois russos nascidos após 1985 seguem gostos ocidentais.

Alexey Kudenko / RIA Novosti
Russos cortam gastos em comida e vodca, mas apostam em cerveja e vinho

O volume de negócios do comércio a varejo na Rússia continua a cair. Segundo dados da Agência de Estatísticas da Rússia e do Instituto de Análise Social, em agosto, a balança comercial caiu 0,1%, em comparação com o mês anterior, e 5,7%, em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Isso ocorre não apenas devido a uma queda do consumo de produtos alimentícios, mas também do de bebidas alcoólicas.

Entre janeiro e agosto de 2016, a vodca, os licores e outros destilados representavam 42% de todas as vendas de bebidas alcoólicas. Já a venda de cerveja subiu, chegando a uma fatia de 45% do total dessas vendas.

"O comércio de bebidas alcoólicas diminuiu ao longo dos últimos dois anos. No primeiro semestre de 2016, o volume dessas vendas caiu 10,6%, em comparação com o mesmo período do ano anterior”, lê-se no relatório da Academia Presidencial da Economia Nacional e Administração da Rússia (RANKhiGS, na sigla em russo).

"As vendas de vodca caíram de modo catastrófico", diz a pesquisadora-sênior da RANKhiGS, Aleksandra Burdiak.

"Em 2015, o comércio de vodca diminuiu 12,6%, em comparação com 2014, enquanto no primeiro semestre de 2016, a queda continuou com uma baixa de mais 13,4%”, diz.

Segundo Burdiak, a redução do consumo de vodca e de outros destilados começou ainda em 2013, já que os gostos dos russos nascidos após 1985 tiveram muito mais influência ocidental.

Mas o diretor do Centro de Estudos de Mercados Federais e Regionais do Álcool, Vadim Drobiz, afirma que não houve redução no consumo de bebidas alcoólicas na Rússia.

"Com a crise financeira, os consumidores poderiam ter mudado para opções de bebidas alcoólicas mais baratas, mas poucos conseguem economizar cortando as bebidas alcoólicas”, explica.https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gif

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.