Contrariando pesquisa, russos se colocam no topo do ranking de beleza

Homens russos foram apontados como uns dos menos atraentes em pesquisa recente

Homens russos foram apontados como uns dos menos atraentes em pesquisa recente

Grigóri Sisoiev/TASS
Itália e Brasil estão entre países com cidadãos mais atraentes, segundo estudo.

Uma pesquisa no site de busca de viagens Momondo apontou a Itália, pelo segundo ano consecutivo, como o país que tem os cidadãos mais atraentes do mundo, seguido por Espanha, França, Estados Unidos e Brasil. No entanto, a maior surpresa veio da opinião dos russos sobre seus próprios compatriotas.

Quarenta e sete por cento dos moradores da Rússia classificaram seus concidadãos como sendo os mais atraentes, enquanto apenas 43% dos italianos votaram em si mesmos. A pesquisa envolveu 29 mil pessoas de diversas partes do mundo.

A notícia sobre a votação entre os russos teria causado estranhamento, uma vez que os homens do país foram apontados como um dos três grupos nacionais menos atraentes em outra pesquisa recente, realizada pelo site beautifulpeople.com.

No estudo anterior, as pessoas interessadas em se inscrever no site tiveram que enviar fotos de si mesmos para serem julgadas por membros do sexo oposto. Dos candidatos, os homens britânicos, russos e polacos foram avaliados como os menos atraentes, enquanto suecos, dinamarqueses e brasileiros assumiram o topo do ranking.

Os resultados deste levantamento foram publicados no portal Lenta.ru, que, em seguida, entrevistou diversos empresários, artistas, designers e modelos russos sobre essa percepção dos homens do país e como poderiam melhorar sua imagem.

Segundo Vassilisa Gusarova, diretora da agência Sputnik Supervision em Nova York, quando se trata de beleza masculina, “as características biológicas herdadas” não são necessariamente tão importantes como cavalheirismo, senso de cortesia e porte atlético. “Talvez, os homens russos não se ajustem necessariamente à imagem da beleza masculina – mas estamos trabalhando nisso”, disse Gusarova.

Já o editor da edição russa da revista “Playboy”, Vlad Kovleiski, acredita que os resultados se devam à “influência de estereótipos”. Para ele, embora os homens russos venham se “vestindo melhor ao longo dos últimos dois anos”, a percepção negativa pode ser o resultado do mau comportamento de turistas russos na Itália e na Turquia.

No entanto, as estatísticas não surpreenderam a designer e artista Masha Iankovskaia, para quem os homens russos têm uma “autoconfiança inacreditável” quando se trata de sua aparência. “Se os homens russos querem melhorar sua imagem, não faria mal algum perder um pouco de peso e parar de beber cerveja”, sugere.

No caso das mulheres, os países que receberam pior avaliação foram Reino Unido, Nova Zelândia e Austrália, enquanto, de acordo com os levantamentos, as mais belas podem ser encontradas na Suécia, na Noruega e na Islândia. As mulheres russas não figuraram em nenhuma das extremidades dos estudos.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail?Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.