Viajante russo passa pelo sul do Brasil em volta ao mundo a bordo de balão

Kôniukhov divulgou foto antes de partir com seu balão, na Austrália

Kôniukhov divulgou foto antes de partir com seu balão, na Austrália

Facebook
Aventureiro atravessou América Latina nesta terça-feira (19) e segue rumo à África. Com viagem de quase duas semanas, russo pretende bater recorde norte-americano.

O viajante Fiôdor Kôniukhov, famoso na Rússia por suas aventuras no polo norte, no polo sul e em sete montanhas do planeta, atravessou a América do Sul em sua volta ao mundo em um balão sozinho. Depois de sobrevoar o continente, Kôniukhov partiu para o espaço aéreo do Oceano Atlântico, informou seu filho Oskar à agência TASS.

“Fiôdor está no oitavo dia de sua viagem e cobriu metade da distância”, contou Oskar, que comanda o centro de voo. “Nas últimas 24 horas, ele completou um voo sobre os céus do Pacífico, voando sobre Chile, Argentina e Uruguai, e ao longo da costa sul do Brasil. Agora, mais uma vez, ele está sobre a água, sobre o Atlântico”, continuou.

O voo sobre a América do Sul foi como um “flashback”, descreveu Oskar. “O balão voou vários quilômetros em direção ao norte do porto chileno de Concon, onde ele [seu pai] partiu, em dezembro de 2013, em um barco a remo, terminando sua viagem solo na Austrália apenas 160 dias depois”, lembrou.

O balão de Kôniukhov decolou de Northam, na costa oeste da Austrália, no último dia 12 de julho. Desde então, já cruzou o território australiano, o Oceano Pacífico e América do Sul, e agora segue em direção ao sul da África, para depois cruzar o Oceano Índico e encerrar o percurso novamente na Austrália.

A distância total a ser percorrida é estimada entre 33 mil e 35 mil quilômetros, com duração prevista de aproximadamente duas semanas.

O objetivo de Kôniukhov é bater o recorde do norte-americano Steve Fossett, que foi o primeiro homem a girar mundo a bordo de um balão.

Com material da agência de notícias Tass

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail?Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.