Terapia regada a vinho e sala de destruição viram armas antiestresse

Salas temáticas ajudam clientes a realizar sonho de “sair quebrado tudo”

Salas temáticas ajudam clientes a realizar sonho de “sair quebrado tudo”

Artiom Geodakian/TASS
Já pensou em encher a cara ou quebrar tudo para fugir de um problema? Conheça as novas e inusitadas modalidades adotadas por moscovitas para acalmar os ânimos.

De acordo com a crença popular, o método preferido dos russos de lidar com qualquer problema ou afogar as mágoas é bebendo vodca. Não se pode negar que esse passatempo nacional ainda continua a ser bem popular. Mas, durante a última década, os clubes de hobby, onde os frequentadores podem realizar uma série de atividades desestressantes, se multiplicaram por toda a Rússia. Conheça duas das modalidades mais novas e inusitadas adotadas por moscovitas.

Painty: Festas artísticas para apreciadores de vinho

Nos últimos seis meses, um novo passatempo vem ganhando popularidade em Moscou e São Petersburgo: o Painty Party (algo como a Festa da Pintura).  São duas horas com o pincel em uma mão e um copo de vinho na outra, e a ideia é criar uma pintura ao som de boa música e sob a orientação de um artista profissional.

A equipe do Painty promove uma série de temas em suas “festas”, que servem também como inspiração para as pinturas: “Hipster lion”, “Can't take my eyes off you”, “Baby, you are space itself”. Fato é que depende muito do artista que conduz a sessão. “Eu estava atrás de jovens artistas profissionais capazes de capturar a atenção do público e improvisar”, diz Dmítri Anissimov, o fundador do projeto Painty.

Paintry Foto: Press PhotoParticipantes saem de terapia cruzando as pernas e com quadro nas mãos Foto: Press Photo

Cada sessão segue um plano definido. Começa com introduções, seguidas pelos primeiros pinceladas. Após a primeira hora, há uma pausa. No entanto, nem todos os convidados tiram vantagem do descanso: muitos estão tão absortos em seus quadros que preferem continuar sem quaisquer paradas.

“Não é apenas um passatempo divertido, mas também uma arteterapia. Para muitas pessoas, uma festa como essa é uma maneira de esquecer as suas preocupações e passar algum tempo com elas mesmas”, explica Anissimov.

Uma vez que a pintura é concluída, os convidados examinam os trabalhos dos outros, terminam as garrafas abertas e tiram uma selfie em grupo, com seus quadros e cavaletes ao fundo. No fim da noite, os artistas amadores (e embriagados) saem com sua pintura nas mãos, além de um avental de cortesia com o logotipo da empresa, prêmios, fotos e um novo estado emocional.

Fonte: YouTube/Расфигачечная Дебошь

Debauch: Demolição anti-stress

Ao contrário da Painty Party, a empresa chamou Debauch oferece aos seus clientes uma forma nada pacífica de lidar com o estresse: quebrando tudo ao seu redor, embora em escala limitada.

Um espaço enorme é dividido em uma sala de espera e diversos quartos com interiores diferentes – “apartamento”, “escritório”, “agência dos correios” (familiar para quem já passou horas esperando em uma fila para enviar ou pegar um pacote).

“Cada um de nós tem momentos em que se está tão irritado que tudo que você quer é esmagar, quebrar e destruir tudo ao seu redor. No entanto, as convenções do que seria um comportamento aceitável não nos permitem fazer isso em nossa vida cotidiana. É por isso que amargura, mágoa e raiva permanecem reprimidas”, diz Aleksêi Barinski, um dos fundadores da Debauch.

“Certa vez, quando eu estava justamente sentindo isso, pensei em como seria bom ter a oportunidade de quebrar algo sem promover qualquer dano real a ninguém, como aquelas velharias guardadas na garagem ou móveis antigos... Busquei por um serviço assim em Moscou e não encontrei nada. Então, decidi que provavelmente deveria implementar essa ideia eu mesmo”, continua.

As duas ideias principais por trás deste projeto são liberar o desejo de destruição que existe dentro de uma pessoa e ajudá-la a relaxar, libertando-os de regras restritivas de comportamento adequado e estresse acumulado.

Fonte: YouTube/Расфигачечная Дебошь

A escolha entre as armas disponíveis para os clientes do Debauch é impressionante: de marretas pesadas a raquetes, de martelos de vários tamanhos a chaves de fenda. Após a destruição por um cliente, leva-se apenas duas horas para preparar o quarto para o próximo round.

Os clientes têm ainda a opção de solicitar decorações personalizadas, como o quarto da ex-namorada ou o escritório de um banco específico.

Um dos clientes do Debauch admitiu, por exemplo, que o seu sonho de vida era quebrar uma pilha de louça. Para atendê-lo, a equipe colocou especialmente para ele uma pirâmide de vidros, com uma televisão velha suspensa sobre os pratos. Na sequência, o cliente recebeu um par de tesouras como arma.

“O cara parecia muito surpreso, mas ele concordou em entrar no quarto. Eu não consigo explicar a expressão no rosto dele ao ver a pirâmide de vidro e o aparelho de TV, sentindo a tesoura em suas mãos”, relembra Barinski, com um sorriso nos lábios.

Todos os objetos no interior dos quartos vêm do Lixão (do russo, Svalka), outro projeto de Barinski. Lixão é um serviço de coleta de quinquilharias e, ao mesmo tempo, um mercado de pulgas. Alguns dos itens recolhidos – como móveis e eletrodomésticos – são usados ​​nos interiores do Debauch, enquanto outros são vendidos, com 70% dos rendimentos doados para casas de caridade.

Gostaria de receber as principais notícias sobre a Rússia no seu e-mail? 
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.