Investigação avalia 3 causas para queda de avião na Rússia

Equipes de resgate foram enviadas ao local da queda

Equipes de resgate foram enviadas ao local da queda

AP
Acidente com Boeing em Rostov-no-Don matou todas as 62 pessoas a bordo. Comitê trabalha com várias hipóteses para colisão, desde erro do piloto a ataque terrorista.

Um Boeing-737/800, proveniente de Dubai, caiu na madrugada deste sábado (19, noite de sexta no Brasil) a cerca de 250 metros da pista do aeroporto de Rostov-no-Don, enquanto tentava realizar o pouso.

Todos os 55 passageiros e os sete tripulantes da companhia FlyDubai morreram no incidente. Entre eles estariam, além de russos, oito ucranianos, dois indianos, dois espanhóis e um uzbeque, segundo uma nota divulgada no Facebook.

Após a primeira tentativa de pouso, esperada para 1h20 local (19h20 em Brasília), o avião teria ficado circulando por duas horas no céu acima do aeroporto antes de o comandante da tripulação decidir pousar pela segunda vez, por volta das 3h50 (21h50 em Brasília), quando aeronave colidiu contra o solo e explodiu.

De acordo com nota divulgada pelo Comitê de Investigação da Rússia, os dois equipamentos de gravação de voo do avião foram recuperados sem danos e “diferentes versões do que aconteceu estão sendo analisadas, incluindo erro de tripulação, uma falha técnica e as condições de mau tempo”.

O presidente da Flydubai, Ghaith al-Ghaith, declarou ainda ser “muito cedo” para determinar as causas do ocorrido. Uma equipe de resgate do Ministério para Situações de Emergência russo está trabalhando na região.


Fonte:Екатерина Киселева

Teoria 1: Falha técnica

Segundo especialistas russos, uma das principais teorias para a queda se refere a problemas técnicos da aeronave.

“Até que os equipamentos de gravação de voo sejam decodificados, é impossível dar explicações precisas de por que o comandante decidiu não desviar para um aeródromo alternativo”, disse à Gazeta Russa Aleksêi Gavrilenko, comandante de um Boeing-777.

“O avião ficou circulando sobre o aeroporto de Rostov-no-Don durante duas horas antes de uma tentativa de pouso, por isso, é provável que uma falha técnica possa ter impedido o desvio [do avião] para outro aeródromo”, acrescentou.

Relatos divulgados pela imprensa russa não mencionam qualquer avaria antes da partida do voo, e os especialistas concordam que uma falha poderia ter ocorrido no ar.

Teoria 2: Erro do piloto em más condições climáticas

Os controladores de voo em solo advertiram a tripulação do Boeing-737 sobre o mau tempo em Rostov-no-Don antes mesmo da partida e se prontificaram a fornecer um boletim meteorológico adicional no momento do pouso, informou Oleg Panteleiev, diretor-executivo da agência Aviaport, em entrevista à Gazeta Russa.

“A cidade estava sob alerta de tempestade, com expectativa de rajadas de vento de até 28 metros por segundo”, disse Panteleiev.

“O comandante da tripulação decidiu pousar e tudo depende de sua decisão. Ele se guia pelas capacidades técnicas da aeronave para operar em uma variedade de condições climáticas, bem como por normas de viagens aéreas internacionais e pelo regulamento interno da Flydubai. É provável que ele tenha superestimada as capacidades do avião”, acrescentou.

Segundo o comandante Gavrilenko, porém, os pilotos são treinados para voar mesmo sob alerta de tempestade e não há nada de excepcional na aterrissagem em condições meteorológicas desfavoráveis.

“Passamos muitas horas em simuladores, praticando pouso em condições de baixa visibilidade, com forte vento cruzado”, disse.

“Talvez os pilotos tenha superestimado as capacidades da aeronave – o manual de treinamento do Boeing-737 afirma claramente em que condições climáticas a aeronave pode operar – e também não tenham conseguido avaliar as condições de tempo em Rostov-no-Don. Portanto, um possível erro do piloto é uma das principais teorias.”

Especialistas em aviação enfatizam, no entanto, que é necessário aguardar os dados dos registradores de voo, antes de tirar conclusões finais sobre as causas da tragédia.

Teoria 3: Atentado terrorista

De acordo com Panteleyev, da Aviaport, os investigadores examinam ainda a teoria de um ataque terrorista. Porém, em sua opinião, essa possibilidade é improvável, já que controladores não receberam relatórios sobre quaisquer incidentes a bordo.

Especialistas russos acreditam que isso também fica evidente pelas filmagens de câmeras de vigilância do aeroporto, que mostra a estrutura inferior do avião explodindo à medida que atinge o solo.

Boatos sobre um possível atentado surgiram também pela proximidade de Rostov-no-Don com a fronteira do leste da Ucrânia.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail?Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.