Patriarca é recebido na casa de Fidel Castro em Havana

Encontro entre Kirill (esq.) e Fidel Castro durou pouco mais de uma hora

Encontro entre Kirill (esq.) e Fidel Castro durou pouco mais de uma hora

TASS
Em visita a Cuba, Kirill agradeceu apoio de ex-presidente cubano e foi condecorado por atual líder Raúl Castro com ordem “José Martí”, a maior distinção concedida pelo país.

O Patriarca de Moscou e Toda a Rússia Kirill encontrou-se no domingo (15) com o ex-presidente cubano Fidel Castro para discutir relações internacionais. O encontro, que aconteceu na casa de Castro, em Havana, durou mais de uma hora.

“A conversa discorreu sobre relações internacionais. Castro salientou a importância do encontro” disse Aleksandr Volkov, assessor de imprensa de Kirill.

O patriarca, segundo com Volkov, agradeceu Castro por ter dado luz verde à construção de uma igreja ortodoxa em Havana em seu governo, “frequentada pela comunidade ortodoxa de Cuba há muitos anos”.

Esse não foi o primeiro encontro de Castro com o patriarca Kirill. Os dois se conheceram na capital cubana em outubro de 2008.

Desta vez, porém, o convite para a viagem do líder da Igreja Ortodoxa Russa a Havana partiu do presidente cubano Raúl Castro.

Na manhã de sábado (13), Kirill depositou flores no Mausoléu do Soldado Internacionalista Soviético e conheceu a escola “Solidariedade com o Panamá”, para crianças com necessidades especiais, à qual doou equipamentos e brinquedos.

O patriarca russo foi ainda condecorado com a ordem “José Martí”, a maior distinção concedida por Cuba, como “uma expressão de respeito e afeto” do povo cubano à Igreja Ortodoxa Russa e “especialmente” a Kirill.

No dia anterior, o patriarca russo participou de um encontro histórico com o papa Francisco, resultando na assinatura de uma declaração conjunta sobre a proteção dos cristãos no Oriente Médio e no Norte da África.

Originalmente publicado pela agência Tass

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.