Passo a passo para um Ano Novo à russa

Produzir bacias e bacias de saladas, assistir ao discurso do presidente, soltar quantos fogos for possível... Como passar um Ano Novo à moda russa?

Passar um Réveillon à moda russa não é tarefa fácil. Além de beber muita vodca, é preciso seguir tradições à risca, segundo muitos russos. Por isso, a Gazeta Russa preparou um guia passo a passo para qualquer um que queira testar uma passagem de ano a la russa - mesmo estando fora do país:

31 de dezembro

17h – Colocar os presentes debaixo da árvore. O Natal russo se celebra depois da passagem de ano, em 7 de janeiro. Mas os presentes são entregues na festa de Ano Novo. Eles devem ser depositados debaixo da árvore.

18h – Preparar saladas na cozinha. Os russos fazem saladas em quantidades industriais para Réveillon. Para acomodar tudo isso, nem sempre há tigelas bonitonas de festa suficientes. Por isso, muitas vezes elas vêm nas bacias de plástico do dia a dia mesmo. As saladas mais clássicas das mesas de Réveillon russas são a “olivier” e a “seliodka pod chuboi” (“arenque sob um casaco de pele”). Ambas as receitas já foram disponibilizadas pela Gazeta Russa, então prepare suas facas e suas tábuas de cortar.

Na Rússia, presentes são depositados sob a árvore e abertos no Ano Novo, não no Natal. Foto: ITAR-TASS

Não se esqueça de comprar muita mixirica. Seu cheiro é sempre associado ao Ano Novo - isso pode ser confirmado por qualquer russo. Na URSS, a Abecásia era onde se produzia a fruta, que ficava madura em dezembro e abastecia os mercados nessa época do ano.

19h – Receber familiares e amigos. A festa de Ano Novo é a mais caseira de todas, e as famílias se reúnem em volta de mesas abarrotadas de petiscos.

20h – Vestir alguém com roupa de Papai Noel russo. Nunca se soube do paradeiro dos pais de Snhegúrotchka, a neta e ajudante do Papai Noel russo, Ded Moroz. É a jovem quem costuma acompanhar o avô pela Rússia, ao invés de duendes e outros seres encantados. A dupla se ocupa de entreter as crianças, e muitas famílias contratam atores em agências para representá-los. Mas é muito mais divertido quando os pais interpretam a dupla. Tente!

21h – Ligar a televisão. Se, tradicionalmente, você é atormentado por "Esqueceram de Mim" todo santo ano, neste, poderá ver como os russos se são atormentados por seus filmes de Natal e Ano Novo. Busque no YouTube "Ironia do Destino", a história de um cidadão soviético muito simples chamado Gênia Lukachin, que pega um avião para São Petersburgo por engano depois de uma bebedeira com os amigos em uma sauna tradicional russa na véspera de Ano Novo.

"Ironia do Destino" - parte 1, com legendas em inglês. Fonte: YouTube 

"Ironia do Destino" - parte 2, com legendas em inglês. Fonte: YouTube   

23h50 – Ouvir a mensagem de Ano Novo do presidente russo. O Ano Novo só terá chegado na Rússia quando todos os canais nacionais transmitirem, o discurso gravado com antecedência em que o presidente faz o balanço do ano e anuncia a chegada do Ano Novo aos cidadãos. Hoje, é possível vê-lo no YouTube durante o dia porque há regiões tão longínquas que o Ano Novo começa por lá sete horas antes que em Moscou. No Brasil, como o enorme fusorário, será possível assistir quase no dia 30.

Você pode ver uma mensagem antiga abaixo e depois buscar a de 2015-16:

Fonte: YouTube

1 de janeiro

0h – Abrir uma garrafa de champanhe enquanto o relógio do Kremlin dá badaladas, seguidas do hino da Rússia. As badaladas duram um minuto, durante o qual é preciso abrir a garrafa, colocar o champanhe nas taças, fazer um desejo e brindar com os familiares e amigos na 12ª badalada. Para um bom resultado, é melhor treinar antecipadamente:

Fonte: YouTube

0h10 – Tentar telefonar aos familiares e amigos sem resultado porque as redes de celular estão sobrecarregadas. Talvez em seu país você consiga completar a ligação. Mas na Rússia, nos primeiros minutos do Ano Novo, é impossível. Operadores instalam novos equipamento nessa época para evitar transtornos, mas a sobrecarga é sempre maior.

1h – Ir à rua para lançar fogos. Na Rússia o maior lançamento de fogos acontece na passagem de ano. O governo tenta controlar a brincadeira, devido aos acidentes recorrentes, demarcando espaços apropriados para seu lançamento, mas os russos sempre acabam fazendo o que querem - e eles querem muitos fogos - nas áreas comuns dos prédios.

15h – Acordar e ficar contente por haver ainda muitas saladas nas “bacias”.

  

Ruas de Moscou na manhã de 1º de janeiro. Fonte: YouTube

 

 Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.