Réptil de origem sul-americana é achado em prédio de Riazan

Jacaré-anão foi encontrado em prédio residencial

Jacaré-anão foi encontrado em prédio residencial

Alamy/Legion Media
Animal resgatado em área residencial a quase 200 quilômetros de Moscou já havia sido avistado em rodovia da região. Embora não se saiba real procedência do réptil, expectativa é que seja transferido para o zoológico da capital russa.

Depois de ser resgatado e levado a uma clínica veterinária da região no último fim de semana, o réptil, que havia sido ferido e tinha a boca enrolada com fita isolante, recebeu os primeiros-socorros e já não corre mais perigo. Mais ainda não se sabe como o animal foi parar em Riazan.

“Trata-se de um jacaré-anão, nativo do norte da América do Sul, de regiões como Brasil e Panamá”, disse a veterinária Olga Atapina. “Ele tem agora entre 5 e 7 anos – não é um indivíduo adulto, é um crocodilo jovem.”

O crocodilo foi encontrado em um prédio residencial no vilarejo de Priokski pelo moradorar Nikita Konnov. “Passava ali com uns amigos quanto notei alguma coisa se mexendo no canteiro, pensei que era um gato ou um ouriço”, conta.

Acredita-se que seja o mesmo animal avistado no rio Pavlovka, que atravessa a região, em meados de junho. “Fala-se muito em aquecimento global, mas o clima de Riazan não mudou tanto assim a ponto de surgirem vários jacarés brasileiros por aqui”, brinca a veterinária.

Timofei, como foi apelidado pelos especialistas da região, será transferido para o zoológico de Moscou e ficará exposto ao público.

Publicado originalmente pelo portal www.gtrkoka.ru

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.