Mais de 70 profissões têm cidadania facilitada

Lista apresenta 74 profissões nas quais profissionais estrangeiros poderão requerer passaporte russo

Lista apresenta 74 profissões nas quais profissionais estrangeiros poderão requerer passaporte russo

Aleksandr Riumin/TASS
Decreto que simplifica processo para obtenção de cidadania russa entrou em vigor na sexta-feira (7). Imigrantes que possuem qualificações nas áreas de medicina e engenharia, bem como técnicos, poderão obter cidadania russa por meio de procedimento simplificado.

Entrou em vigor na sexta-feira passada (7) um decreto do Ministério do Trabalho da Rússia que define uma lista de profissões, especialidades e cargos em demanda no país. Cidadãos estrangeiros e apátridas que possuírem qualificação nas áreas previstas podem requerer cidadania russa por meio de um procedimento simplificado.

A lista, que inclui 74 profissões e especialidades, engloba sobretudo oportunidades nas áreas de medicina e engenharia. Cargos de gestão e em indústrias também têm destaque na relação (vide quadro).

“É justamente nessas profissões que há muitas vagas atualmente. Aproximadamente 83% das pessoas que saem do Ensino Médio vão seguir para o ensino superior. Há carência de pessoal técnico, operários especializados e de formandos de ensino profissionalizante”, diz Andrêi Korotaev, especialista em demografia e dinâmica macrossociológica.

Já Vadim Novikov, membro do Conselho Consultivo para o Desenvolvimento da Concorrência, acredita que a lista mostra a prioridade do governo em desenvolver a indústria pesada e média, bem como o complexo militar-industrial.

Para participar do procedimento simplificado é necessário antes obter um visto específico cuja finalidade é o recebimento da cidadania russa. Porém, foi dispensado o período de um ano de residência temporária, antes imprescindível para a concessão de residência definitiva.

Medida temporária

Embora existam especialistas russos nas áreas apontadas, eles possuem poucas qualificações, segundo o diretor científico do Instituto de Economia, Política e Direito de Moscou, Nikolai Volguin.

“Falta qualificação, imprescindível nos dias de hoje, até mesmo a alguns superprofissionais. São justamente os especialistas estrangeiros que estão tendo a obtenção de cidadania simplificada é que ajudarão a recuperar o que foi perdido”, observa Volguin.

A lista definida pelo decreto, vista pelos especialistas como um documento temporário, poderá ser alterada de acordo com as necessidades do mercado de trabalho no país.

No entanto, serão necessários, no mínimo, de 3 a 5 anos para a formação de novos quadros de pessoal russos, já que os recém-formados ainda precisam acumular experiência.

“Quando resolvermos o problema com essas 74 profissões, é possível que apareça mais um decreto do Ministério do Trabalho com uma nova lista de especialidades”, diz Volguin.

Entre as ocupações citadas estão parteira, médico, terapeuta, enfermeira, farmacêutico, técnico em radiologia, engenheiro de projetos, mecânico de máquinas da construção civil, técnico de perfuração e poços, técnico em produção industrial, torneiro mecânico, eletricista, diretor de política econômica e matemático, entre outras. Para ter acesso à lista completa de profissões (em russo), clique aqui.

Publicado originalmente pelo jornal Rossiyskaya Gazeta

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.