Extremo Oriente russo registra três casos de dengue

Continente asiático tem o maior número de infecções pelo mosquito da dengue

Continente asiático tem o maior número de infecções pelo mosquito da dengue

Alamy/Legion Media
Indivíduos foram infectados durante viagem à Tailândia, informou serviço de epidemiologia. Governo local emitiu nota com reforço de medidas para proteção individual no exterior.

Três casos de dengue foram reportados na região de Amur, no Extremo Oriente russo, pela administração regional do Rospotrebnadzor, órgão responsável pelo controle de situação epidemiológica no território nacional.

“Na região foram registrados três casos confirmados de dengue, em indivíduos provenientes da Tailândia”, lê-se em um comunicado no site da agência. “Já foram instauradas medidas antiepidêmicas para prevenir a propagação da doença na região.”

Em nota, o Rospotrebnadzor também recomenda que os habitantes empreguem medidas de proteção individual “para impedir o contato com o mosquito durante viagens ao exterior”.

Segundo as estatísticas da Organização Mundial de Saúde (OMS), a dengue contamina 100 milhões de pessoas por ano.

Porém, segundo estudo da revista “Nature”, embora 96 milhões apresentem sintomas claros, o número real de infecções pode chegar até 390 milhões por ano.

Com 70% dos casos no mundo, a Ásia é o continente mais atingido pela dengue – só a Índia responde por 34% das infecções.

Brasil e México são os países com maior incidência nas Américas, que concentra 14% dos registros da doença.

 

Com material do jornal Vzgliád

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.