Moradores de rua de Moscou ganham sessão de cinema

Entidades irão realizar uma sessão por mês voltada para desabrigados da capital Foto: Eric Pouhier/Wikicommons

Entidades irão realizar uma sessão por mês voltada para desabrigados da capital Foto: Eric Pouhier/Wikicommons

Espectadores também receberam prato de comida quente durante exibição de filme. Em uma iniciativa semelhante, ONG Miloserdiye planeja abrir salão de beleza completo para atender necessitados.

Um cinema destinado a moradores de rua de Moscou teve sua exibição inaugural no fim de semana passado, atraindo dezenas de desabrigados que vivem na cidade.

O primeiro filme, exibido em uma tenda perto da estação Iaroslavski, foi a comédia “Operação Y e Outras Aventuras de Shurik”, de Leonid Gaidai, lançada em 1965.

As fotografias do evento publicadas pelo jornal “Komsomolskaya Pravda” na segunda-feira (20) mostram homens e mulheres de idades diversas rindo copiosamente enquanto assistiam ao clássico soviético.

Além do filme, os espectadores receberam um prato de comida quente e melancia fresca para a sobremesa.

A tenda, que funcionará como sala de cinema uma noite por mês, tem sido usada, há mais de um ano, para oferecer alimento e outros itens de uso pessoal a moradores de rua da capital.

Voluntários das ONGs “Amigos na rua” e do serviço municipal “Vigilância Social” estão encarregados de selecionar clássicos soviéticos para futuras exibições.

Beleza de por mesa

A organização sem fins lucrativos “Misericórdia” planeja abrir um salão de beleza com serviços completos para atender a população de rua de Moscou.

A entidade já possui um espaço onde desabrigados podem tomar banho e receber assistência médica gratuita. Os próprios moradores de rua com habilidades para atuar como cabeleireiros atendem gratuitamente uma média de 10 clientes por dia.

“Mas as instalações são muito básicas”, diz a porta-voz do espaço, Anna Ovsiannikova. Segundo ela, há falta de espelhos, tesouras próprias, material para esterilizar instrumentos e cadeiras.

Para realizar as melhorias propostas, a organização pretende arrecadar quase R$ 5 mil.

Publicado originalmente pelo jornal The Moscow Times

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.