Omsk lança papel higiênico com o texto das sanções

O papel higiênico "Nash otvet" ("Nossa réplica") está a venda por 990 rublos (cerca de R$ 50) pela internet. Foto: Kirill Koliássin

O papel higiênico "Nash otvet" ("Nossa réplica") está a venda por 990 rublos (cerca de R$ 50) pela internet. Foto: Kirill Koliássin

Bem-humorados, russos continuam tradição de provocar oponentes com mensagem subliminar emitida em produtos personalizados. Rolos foram enviados a embaixadas dos EUA, Alemanha e Reino Unido. Papeis higiênicos são um clássico da provocação no país.

Um grupo de publicitários de Omsk (cerca de 2.700 km a leste de Moscou) resolveu inovar quando a matéria é o repúdio às sanções impostas ao país: lançou um papel higiênico que traz o texto da lei que limita o trânsito de determinados produtos, serviços e pessoas em países ocidentais como medida de represália à crise ucraniana, atribuída à Rússia.

O papel higiênico "Nash otvet" ("Nossa réplica"), que está a venda por 990 rublos (cerca de R$ 50) pela internet, traz o texto em inglês de todas as restrições colocadas à Rússia pela União Europeia e EUA, além de fotos dos chefes de Estado desses países.

Um dos organizadores do movimento "Nash otvet", Kirill Koliássin explicou que sua intenção é prestar apoio à política externa russa, assim como mostrar aos líderes ocidentais que "não apenas a liderança, mas também os cidadãos do país não estão satisfeitos com as sanções".

A ideia surgiu ainda em 2014, quando as primeiras sanções foram pronunciadas, mas só agora pôde ser realizada, segundo Koliássin.

Na primeira "fornada", foram produzidos 1.000 rolos do papel. As representações diplomáticas dos EUA, Alemanha e Reino Unido receberam amostras do material, remetidas pelos organizadores do "Nash otvet".

Apesar de serem novidade em relação às sanções, os papeis higiênicos personalizados com intuito de provocar oponentes já são uma tradição na Rússia, onde esporadicamente se produzem rolos com imagens da bandeira norte-americana, fotos de guerrilheiros, a temática das Forças Armadas etc.

 

Com material da rádio Echo Moskvi

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.