Investigação fecha caso contra dona de casa que teria traído a pátria

Davídova comemora a retirada das acusações em liberdade com a família Foto: Reuters

Davídova comemora a retirada das acusações em liberdade com a família Foto: Reuters

Russa era acusada por passar informações sobre transferência de militares para embaixada ucraniana.

Foi fechado nesta sexta-feira (13) o caso judicial contra Svetlana Davídova, acusada de trair a pátria de acordo com o advogado de defesa da dona de casa, Ivan Pavlov.

De acordo com ele, a medida foi tomada devido à falta de provas contra sua cliente.

"Foram retiradas todas as acusações de que Davídova traiu a pátria, e ela tem direito à reabilitação", disse Pavlov.

Segundo o diário "Kommersant", a perícia não encontrou segredos de Estado nas informações repassadas pela dona de casa à embaixada ucraniana em Moscou.

A prisão da acusada, que ficou privada de liberdade de 22 de janeiro a 3 de fevereiro, também foi considerada ilegal pelo Tribunal Estatal de Moscou. Ela foi libertada após assinar documento comprometendo-se a não deixar o país.

Publicado originalmente no portal Gazeta.Ru

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.