Duas universidades russas entram para top 100 internacional

Universidade Lomossov, em Moscou, subiu mais de 25 posições desde o ano passado Foto: Serguêi Savostianov /TASS

Universidade Lomossov, em Moscou, subiu mais de 25 posições desde o ano passado Foto: Serguêi Savostianov /TASS

Universidades estatais de Moscou e de São Petersburgo foram classificadas entre os 100 melhores universidades do mundo no World Reputation Rankings 2015. Única instituição brasileira no ranking, USP subiu 30 posições em relação a 2014.

Nesta quarta-feira (11), a revista britânica “Times Higher Education” divulgou o seu tradicional ranking com as 100 melhores universidades do mundo. 

A Universidade Estatal de Moscou Lomonossov foi classificada em 25º lugar, alcançando a posição mais elevada no ranking desde que a lista começou a ser produzida em 2011.

A instituição obteve um progresso expressivo em relação ao ranking do ano passado, quando ficou posicionada na faixa entre 51º-60º lugar.

A Universidade Estatal de São Petersburgo, que entrou no ranking pela primeira vez este ano, ficou posicionada no grupo de universidades entre as 71 e 80a posições.

Segundo o editor da revista, Phil Baty, os resultados da Rússia no atual ranking são “inspiradores”.

A Universidade de São Paulo, única instituição brasileira no ranking, subiu 30 posições em relação a 2014 e figura na faixa entre 51º-60º lugar.

A reputação das universidades é avaliada com base no parecer de especialistas do meio acadêmico.

 

Publicado originalmente pela agência de notícias Tass

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.