Político de Iekaterinburgo sugere que professoras procurem marido rico

Governo da região de Sverdlovsk cortou os salários de professores locais, que atualmente ganham U$ 596 por mês Foto: Kommersant

Governo da região de Sverdlovsk cortou os salários de professores locais, que atualmente ganham U$ 596 por mês Foto: Kommersant

Declaração polêmica foi feita durante reunião sobre cortes nos salários de professores. Segundo legislador, frase foi citada fora de contexto e felicidade das mulheres “pode ser encontrada dentro da família”.

Preocupadas com os cortes salariais, as professoras da cidade de Iekaterinburgo receberam uma sugestão inusitada de uma autoridade regional: encontrar um marido rico “para por fim a seus problemas financeiros”.

Em palestra na Universidade Estatal de Mineração dos Urais, Nikolai Kosarev, legislador local e chefe regional da Frente Popular de Toda a Rússia (coalizão de grupos pró-Kremlin), declarou que a chave para a estabilidade financeira está na capacidade de atrair um homem rico.

“Eu quero dar um conselho: concentre-se em sua vida pessoal e encontre um homem bem de vida”, declarou Kosarev, que também é reitor da universidade onde foi realizada a reunião. “Há muitos homens bons na Rússia, incluindo mineradores.”

Mais tarde, Kosarev disse ao portal de notícias Ura.ru que sua declaração havia sido usada fora de contexto.

“Acredito que a felicidade de uma mulher pode ser encontrada dentro da família”, explicou Kosarev. “A mulher não deve trabalhar pelo dinheiro (...) Os homens têm que dar apoio financeiro. Caso contrário, a mulher se transforma em um burro de carga que labuta por 40 horas semanais e ainda tem que ser amorosa, educar e tomar conta da casa.”

Em setembro passado, o governo da região de Sverdlovsk – da qual Iekaterinburgo é centro administrativo – cortou os salários de professores, que atualmente ganham U$ 596 por mês. A média salarial de professores no resto do país gira em torno de US$ 604.

 

Publicado originalmente pelo jornal The Moscow Times

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.