Internautas comparam uniforme dos Correios ao de nazistas

Ambos os uniformes têm uma tonalidade escura, bem como exibem um detalhe semelhante na lapela e punhos Foto: @_baphometh_ / Twitter

Ambos os uniformes têm uma tonalidade escura, bem como exibem um detalhe semelhante na lapela e punhos Foto: @_baphometh_ / Twitter

Porta-voz do serviço dos Correios da Rússia qualificou as comparações entre o novo uniforme do serviço com a roupa usada por soldados nazistas como um ‘insulto aos veteranos de guerra’.

As imagens dos novos uniformes recém-lançados pelo serviço de Correios se espalharam pela internet russa ao longo desta semana, levando alguns usuários de redes sociais a compará-los com as roupas pretas usadas por membros do Esquadrão de Proteção nazista, conhecido como SS.

Ambos os uniformes têm uma tonalidade escura, bem como exibem um detalhe semelhante na lapela e punhos. No braço esquerdo, região em que os trabalhadores dos correios carregam um emblema da empresa, os membros da SS exibiam um símbolo da suástica nazista.

Após ter conhecimento das comparações, Vadim Nossov, porta-voz dos Correios, disse à agência de notícias RIA Nóvosti que o paralelo proposto por internautas era um insulto aos veteranos de guerra da Rússia.

“O uniforme da equipe de gestão dos Correios é azul escuro, mas as equipes de escritório usam uma cor mais clara. Os uniformes nas fotografias espalhadas pela internet foram propositalmente retocados para parecerem mais escuros”, disse ele.

Segundo Nossov, o modelo dos novos uniformes foi baseado em peças do Exército desde a época do tsar Piotr, o Grande, e que o detalhe no punho foi acrescentado ao uniforme após o colapso da União Soviética.

A União Soviética perdeu mais de 20 milhões de cidadãos durante a Segunda Guerra Mundial – mais do que qualquer outra nação –, e sua vitória sobre a Alemanha nazista é lembrada todos os anos em 9 de maio, data em que é celebrado o Dia da Vitória.

 

Publicado originalmente pelo The Moscow Times

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.