Os crimes mais bizarros durante as festas de Ano Novo

Mortes a facadas durante Ano Novo estamparam jornais na Rússia Foto: Walt Stoneburner / Flickr

Mortes a facadas durante Ano Novo estamparam jornais na Rússia Foto: Walt Stoneburner / Flickr

Assassinatos na virada provam que muitos russos tendem a criar problemas quando ‘deixados à própria sorte’.

Em 2013, o ex-diretor de vigilância sanitária da Rússia, Guennádi Onischenko, apelidou os feriados de Ano Novo da Rússia como “10 Dias de Horror”, por causa da tendência entre os russos de criar problemas quando “deixados à sua própria sorte”. Sendo assim, o que esperar, além de horror, dos 11 dias de férias no início de 2015?

O jornal “The Moscow Times” mergulhou nos noticiários para oferecer um resumo das histórias mais bizarras – e arrepiantes – das últimas férias.

1. Cuidado com a Salada Olivier

Na véspera de Ano Novo, um homem de 42 anos de idade, morador da região de Voronej, aprendeu da maneira mais difícil a não brincar com comida.

Ele e uma mulher de 41 anos que conhecera pela internet duas semanas antes decidiram passar a véspera de Ano Novo juntos – acompanhados, é claro, da salada amada por todos os russos, a Olivier.

Mas, sem querer, o homem derrubou o prato no chão e acabou pisando na salada, um erro pelo qual pagou com sua vida: revoltada, a mulher cravou várias vezes uma faca contra o peito dele. O homem foi prontamente levado a um hospital, mas morreu dias depois.

2. Casos de família

Enquanto isso, a 470 quilômetros de distância, na região de Saratov, três irmãos se preparavam para celebrar o Ano Novo no apartamento de um conhecido.

Mas dois dos irmãos tomaram todas e tombaram muito antes de o relógio bater meia-noite, deixando o mais jovem, um ex-presidiário de 31 anos, sozinho com o dono do apartamento. Depois de resolver que preferia passar o feriado só com a família, ele tentou expulsar o anfitrião.

Quando o dono da casa se recusou a sair do próprio apartamento, seu convidado ficou descontente e esfaqueou-o repetidas vezes. Ao perceber que o feriado estava totalmente arruinado, o ex-presidiário achou melhor, então, se deitar.

Apesar de ser uma data sagrada para as famílias, os irmãos mais velhos do suspeito o entregaram para a polícia, depois de descobrir o corpo do dono do apartamento na manhã seguinte.

3. Briga de bêbados

Uma família na periferia de Moscou foi tomada pelo espírito do feriado e as coisas foram parar longe demais. Na véspera de Ano Novo, Marino, 57 anos, e seu filho de 35 anos começaram a brigar na mesa de jantar. O filho perdeu a briga e morreu no próprio local; seu pai foi hospitalizado depois de levar uma facada no estômago.

Um cenário quase idêntico aconteceu entre outro pai e filho na região de Saratov, naquela mesma noite. Desta vez, a geração mais jovem venceu o embate: o filho de 16 anos matou o pai com uma espada Samurai. 

4. Convidado do mal

Em Vladivostok, uma família tentava curtir o Ano Novo tranquilamente em casa – até que o filho decidiu convidar um amigo de última hora. As coisas logo deram uma guinada para pior quando os dois começaram a beber.

Depois de uma competição de gritos entre eles, o convidado pegou uma faca e matou o amigo. O culpado então matou a mãe e a avó de seu amigo, que também estavam presentes na reunião de Ano Novo.

A polícia chegou rapidamente ao local e prendeu o suspeito, que disse ter cometido os assassinatos porque a vítima lhe devia dinheiro.

 

Publicado originalmente pelo The Moscow Times

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.