Queda do rublo favorece turismo doméstico

Egito foi o destino estrangeiro preferido entre os turistas russos no exterior Foto: Nikolai Korolióv

Egito foi o destino estrangeiro preferido entre os turistas russos no exterior Foto: Nikolai Korolióv

Com alta do dólar, preço de pacotes para o exterior subiram e demanda caiu até 35%.

As férias de inverno na Rússia vão de 31 de dezembro até 10 do janeiro, mas muitos russos tiram mais alguns dias de folga e aproveitam para viajar ao exterior. Neste ano, porém, a crise econômica e a queda do rublo fizeram com que a demanda por pacotes turísticos no exterior caiu entre 25 e 35%.

Os preços de viagens internacionais cresceram proporcionalmente à valorização do dólar – entre 1,5 e 2 vezes. No início de 2014, os russos gastaram, em média, 37 mil rublos por pessoa, mas agora esse valor não cobre sequer o preço de uma viagem econômica ao Egito, o destino mais popular entre os turistas da Rússia.

A Tailândia, apesar da queda de 20%, fica em segundo lugar. Finlândia e Vietnã, que disputam o terceiro lugar entre os principais destinos de inverno para os russos, perderam em média 17% neste ano.

Paralelamente, a situação atual motivou os russos a procurar destinos internos, e a demanda pelo turismo doméstico viu um aumento de até 35%, em alguns casos. Entre as localidades mais procuradas estão as estações de esqui das regiões de Krasnodar, Altaí, Urais, Sibéria, e São Petersburgo.

Meio programado

Muitos daqueles que passaram o feriado de Ano Novo no exterior pagaram seus passeios antes da queda do rublo. No entanto, a necessidade de comprar dólar pela taxa de câmbio atual obrigou diversos turistas a cancelar a reserva.  Este é o caso do jornalista e apresentador de TV Alex Ostudin, que planejava viajar a Budapeste e Viena.

“Até recentemente eu tinha me programado para fazer essa viagem para Budapeste, mas depois apareceram problemas no trabalho. Até fiquei alegre quando a companhia aérea enviou uma carta sobre o cancelamento de um dos voos com a possibilidade de reembolso integral. A cotação do rublo põe fim às viagens em um futuro próximo”, diz.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.