Deputados defendem punição severa para motoristas bêbados

Desastres envolvendo motoristas bêbados correspondem a 9% de todos os casos em 2014  Foto: TASS

Desastres envolvendo motoristas bêbados correspondem a 9% de todos os casos em 2014 Foto: TASS

O número de pessoas mortas ou feridas em acidentes envolvendo motoristas embriagados aumentou em cerca de 11,2% este ano, de acordo com a agência federal de fiscalização de trânsito.

De janeiro a novembro, 14.300 pessoas foram vítimas de acidentes envolvendo motoristas alcoolizados, contra 12.600 no ano passado. Moscou e os entornos da capital respondem pelo maior número de casos, seguidos por São Petersburgo e pelas regiões de Voronej, Tula e Iaroslavl.

Os desastres envolvendo motoristas sob efeito de álcool correspondem a 9% de todos os 181.500 acidentes em vias e estradas registrados este ano na Rússia. Apesar do aumento de pessoas acidentadas, o número total de incidentes diminuiu em 2,7% em relação ao mesmo período do ano passado.

Essas estatísticas foram divulgadas na última sexta-feira (12), depois de os legisladores aprovarem a segunda leitura de um projeto de lei que estabelece penas severas para motoristas embriagados responsáveis por acidentes fatais.

De acordo com as emendas propostas, os condutores alcoolizados que causarem a morte de uma pessoa deverão cumprir pena mínima de dois anos; a sentença mínima aumenta para quatro anos no caso de homicídio de duas ou mais pessoas.

Atualmente, não há pena mínima para esses casos. As alterações devem entrar em vigor em julho de 2015.

 

Publicado originalmente pelo The Moscow Times

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.