Chineses são os que mais visitaram a Rússia este ano

No total, durante os primeiros nove meses do ano, a Rússia foi visitada por 2,24 milhões de cidadãos estrangeiros, o que é 4% mais do que em igual período de 2013 Foto: PhotoXPress

No total, durante os primeiros nove meses do ano, a Rússia foi visitada por 2,24 milhões de cidadãos estrangeiros, o que é 4% mais do que em igual período de 2013 Foto: PhotoXPress

A devalorização da moeda nacional russa, o rublo, tornou o país mais atraente para os estrangeiros: os preços em dólares caíram mais de 50%.

Durante os primeiros nove meses de 2014, a maioria dos turistas que visitaram a Rússia chegaram da China. De acordo com relatório da Rostourism (Agência Federal de Turismo da Rússia), o número dos turistas chineses aumentou 10% e ultrapassou 358 mil este ano.

O segundo lugar é ocupado pela Alemanha (cerca de 318 mil turistas do país visitaram a Rússia em 2014, 8% menos do que em 2013).

Os Estados Unidos ocupam o terceiro lugar, com 120 mil turistas, 34% menos do que em igual período do ano passado.

"A deterioração das relações exteriores da Rússia ainda não afetou o fluxo turístico, devido ao aumento dos turistas que chegam do leste e do sul", explica o chefe do departamento de análise da empresa de investimentos IC Russ-Invest, Dmítri Bedenkov. Além disso, segundo ele, o volume de turismo interno na Rússia está crescendo.

De acordo com os dados da Rosstat (Serviço Federal de Estatística), o fluxo turístico de todos os países europeus para a Rússia caiu. Em 2014, apenas 56 mil espanhóis vistaram o país, 13% menos do que no ano passado.

Ao mesmo tempo, o fluxo turístico da Coreia do Sul cresceu 57%, até 70 mil pessoas. No total, durante os primeiros nove meses do ano, a Rússia foi visitada por 2,24 milhões de cidadãos estrangeiros, o que é 4% mais do que em igual período de 2013.

Devido à desvalorização da moeda nacional, o rublo, o país se tornou mais atraente para estrangeiros: os preços em dólar caíram mais de 50%.

"À primeira vista, a queda do rublo leva ao aumento de turistas, porque preços em moedas estrangeiras estão diminuindo", diz Aleksêi Kozlov, analista principal da empresa de investimentos UFS IC. No entanto, segundo ele, as tendências no setor turístico dependem da demanda do consumidor.

 "A desvalorização da moeda nacional é benéfica para os turistas estrangeiros, porque seu poder aquisitivo cresce", diz Bedenkov. "Mas a desvalorização leva ao aumento da inflação, que afeta os preços dos serviços no setor de turismo."

Russos no exterior

De acordo com a Rosstat, o número de turistas russos no exterior está diminuindo. Durante os primeiros nove meses de 2014, o número de russos que saíram do país para passar férias no exterior diminuiu 2%. O país mais visitado pelos russos é a Turquia (3 milhões de turistas). Em segundo lugar está o Egito, com 1,9 milhões de turistas do país, e o terceiro lugar é ocupado pela Grécia (976 mil turistas russos).

Segundo o analista do Finam Management, Maksim Kliáguin, a indústria turística russa estará sob pressão severa.

“Por causa do aumento dos preços, a demanda continuará a cair”, diz. “No futuro próximo, o número de turistas russos poderá cair de 15% a 20%”, completou Kliáguin.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.