Moscou inaugura 196ª estação de metrô

Sexta maior do mundo, rede moscovita tem 12 linhas e mais de 320 km de extensão Foto: mskagency.ru

Sexta maior do mundo, rede moscovita tem 12 linhas e mais de 320 km de extensão Foto: mskagency.ru

Nova estação da capital faz parte de ambicioso plano de transportes do prefeito Serguêi Sobiânin. Estimado em US$ 54 bilhões, projeto para transporte urbano contrasta, contudo, com a piora da situação econômica do país.

A nova estação Tropariovo é a próxima parada depois de Iugo-Zapadnaia, na extremidade sudoeste da linha vermelha do metrô, e servirá mais de 200 mil passageiros.

Aproximadamente 70 mil pessoas vivem perto da estação nos bairros de Tióply Stan, Tropariovo-Nikúlino e Obruchévski.

A linha vermelha será futuramente ampliada ainda mais, com a construção das estações de Rumiántsevo e Salárevo, previstas para abrir no ano que vem. As duas estações planejadas estão situadas em uma região chamada Nova Moscou e fazem parte do plano da prefeitura de interligar o novo e enorme território incorporado em 2012 ao centro da cidade.

Desde que assumiu o governo, Sobiânin aposta na melhoria do transporte urbana como uma prioridade. Prevê-se o investimento de US$ 54 bilhões para abrir 78 novas estações de metrô até 2020, além de ampliar e promover reparos nas vias de Moscou.

No entanto, o rublo permanece em queda livre e já perdeu 40% do seu valor em relação ao dólar desde janeiro. A queda da moeda nacional deve atingir alguns projetos, sobretudo operações mais complexas como a construção de metrô, que requer equipamentos e materiais importados.

 

Publicado originalmente pelo The Moscow Times

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.