Mergulhadores estão construindo capela submarina no Baikal

Capela será construída com troncos submersos a uma profundidade de 10 a 12 metros Foto: Aleksandr Tcheban

Capela será construída com troncos submersos a uma profundidade de 10 a 12 metros Foto: Aleksandr Tcheban

Grupo local quer chamar atenção para problemas ambientais e lembrar que maior lago de água doce do mundo é um local ‘sagrado’.

Mergulhadores de Irkutsk, na Sibéria Oriental, estão planejando construir um campanário no fundo do Baikal, o maior e mais profundo lago de água doce do mundo.

“Queremos chamar a atenção para os problemas ambientais do Baikal e lembrar os turistas que este local é sagrado”, disse à agência TASS Ígor Khanaiev, chefe do grupo local de pesquisa submarina.

Um grupo de mergulhadores já havia levado a igreja e sinos de navio ao fundo do Baikal para a passagem de som.

Segundo Khanaiev, o som produzido era puro e podia ser ouvido a uma distância de mais de 40 metros.

A capela será construída com troncos submersos a uma profundidade de 10 a 12 metros. “Assim, os mergulhadores amadores também poderão desfrutar da capela e dos sinos”, finalizou.

 

Publicado originalmente pela agência Tass

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.