Aos 174 anos, Papai Noel russo tem direito a aposentadoria de US$ 360

Valor foi calculado com base na data em que personagem foi citado pela primeira vez Foto: Maksim Blinov/RIA Nóvosti

Valor foi calculado com base na data em que personagem foi citado pela primeira vez Foto: Maksim Blinov/RIA Nóvosti

O departamento de Previdência Social de Tomsk calculou o valor da pensão para o homem de Veliki Ustiug que encarna Ded Moroz, a versão russa do Papai Noel. O 174º aniversário do personagem foi celebrado nesta segunda-feira (18).

De acordo com a assessoria do sistema previdenciário local, o senhor, cuja idade real é desconhecida, teria direito a uma aposentadoria no valor de 17 mil rublos por mês (pouco mais de US$ 360), “desde que tenha realmente atingido 174 anos”.

“Ninguém sabe exatamente quantos anos ele tem. Mas, levando em conta que a primeira menção de Ded Moroz remonta a 1840, quando foi mencionado em um livro de contos de fadas de Vladímir Odoievski, ele acaba de fazer 174 anos”, diz a porta-voz do departamento de relações públicas do fundo previdenciário de Tomsk, Marina Bokhonnaia.

“Se fosse um pensionista comum, já estaria recebendo aposentadoria há 114 anos. Fizemos os cálculos com base na aposentadoria média paga à população local com mais de 90 anos de idade, sem considerar dados obrigatórios como registro ou local de trabalho.”

Além disso, se Ded Moroz estivesse vivendo no norte da região de Tomsk, teria direito ao chamado ‘coeficiente do norte’, que garante pagamentos extras e passagens para descansar em qualquer lugar do território russo, incluindo um trenó conduzido por renas.

O aniversário de Ded Moroz é tradicionalmente celebrado em 18 de novembro. A data é lembrada na cidade de Veliki Ustiug, que, segundo a lenda, seria o seu lugar de origem. Questionado sobre quantos anos tem hoje, o Papai Noel russo é categórico: “Sou tão velho quanto o mundo”.

 

Publicado originalmente pela agência Tass

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.