Turistas podem permanecer sem visto em Sevastópol por até 72 horas

Medida deve estimular o fluxo de turistas à Crimeia Foto: Getty Images/Fotobank

Medida deve estimular o fluxo de turistas à Crimeia Foto: Getty Images/Fotobank

Primeiro-ministro russo Dmítri Medvedev assinou uma resolução que permite aos turistas estrangeiros que viajam por mar entrarem e permanecerem por até três dias em Sevastópol, sem a necessidade de visto. Novo regime, que visa a aumentar a atratividade turística da região, vigora também em outros oito portos do país.

A cidade de Sevastópol, localizada na recém-anexada península da Crimeia, foi adicionada à relação de portos russos nos quais os turistas podem entrar e permanecer sem visto por até 72 horas. A lista, que surgiu em 2009, inclui os portos de São Petersburgo (Bolshoi e Passagirski), Vladivostok, Viborg, Kaliningrado, Korsakov, Novorossisk e Sôtchi.

A resolução assinada por Medvedev estipula que, “no caso de hospedagem na embarcação ou em outro local especificado no programa turístico do grupo”, os cidadãos estrangeiros e apátridas poderão permanecer no território da Rússia durante três dias sem a necessidade de obter visto com antecedência.

O documento salienta que a resolução aprovada visa à criação de condições favoráveis para a visitação do Distrito Federal da Crimeia. Acredita-se que a resolução não só aumentará a atratividade turística da região, mas também contribuirá para o desenvolvimento do turismo receptivo de um modo geral.

A experiência adquirida ao longo dos últimos cinco anos mostrou que o número de turistas aumentou depois da introdução de isenção de visto de entrada para os passageiros estrangeiros a bordo de navios de cruzeiros e balsas. Em São Petersburgo, por exemplo, as autoridades locais garantem que o volume de turistas europeus aumentou em 10%.

Visto pelos ares

Na mesma ocasião, foi realizada na Duma do Estado (câmara dos deputados na Rússia) a primeira leitura de um projeto de lei que prevê a permanência de turistas sem visto em trânsito pelos grandes aeroportos russos. A autorização também seria concedida por um período de 72 horas.

No entanto, o projeto apresenta algumas restrições de nacionalidade. Na lista de países cujos cidadãos poderão usufruir de tal benefício estão EUA, Canadá, Austrália, Japão, China, Singapura e algumas nações europeias.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.