Rússia progride na luta contra o tabagismo, diz OMC

Pútin enfatizou que luta contra o tabagismo irá continuar de "forma cautelosa" Foto: ITAR-TASS

Pútin enfatizou que luta contra o tabagismo irá continuar de "forma cautelosa" Foto: ITAR-TASS

De acordo com estatísticas oficiais, índice de fumantes caiu 17% desde 2010. Progresso foi elogiado por diretora da organização internacional, que agradeceu o presidente russo Vladímir Pútin por sua dedicação à causa.

A diretora-geral da Organização Mundial da Saúde (OMC), Margaret Chan, ressaltou nesta segunda-feira (13) os progressos obtidos pela Rússia na luta contra o tabagismo.

Em uma reunião com o presidente russo Vladímir Pútin, Chan agradeceu a ele por suas habilidades de liderança e dedicação à causa.

Ela lembrou que, em uma das reuniões anteriores, Pútin disse a ela que pretendia melhorar a saúde dos russos, estimulando a redução do consumo de vodca e produtos derivados do tabaco. Chan agradeceu ao líder russo por permanecer fiel às suas palavras e cumprir as promessas feitas a seu povo.

Pútin aproveitou para citar que, em 2010, de acordo com pesquisas do governo, cerca de 40% dos adultos na Rússia tinham hábito de fumar – índice que caiu cerca de 17% desde então.

O presidente russo enfatizou que luta contra o tabagismo no país vai continuar, mas as medidas serão tomadas de forma cautelosa. “Nós vamos continuar a seguir o caminho com cautela para evitar a violação de direitos e da liberdade pessoal”, concluiu Pútin.

 

Publicado originalmente pela agência Itar-Tass

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.