Para ajudar turistas, metrô de Moscou recebe nova sinalização

As autoridades de Moscou dizem que a sinalização está sendo readaptada gradualmente ao novo estilo Foto: Vladímir Pésnia/RIA Nóvosti

As autoridades de Moscou dizem que a sinalização está sendo readaptada gradualmente ao novo estilo Foto: Vladímir Pésnia/RIA Nóvosti

Autoridades de Moscou estão procurando uma forma de ajudar os turistas a se orientarem na cidade. Entre as mais recentes novidades estão os sinais indicativos no metrô e os painéis com informações nas saídas das estações.

Moradores da capital russa já podem notar em muitas estações do metrô informações no piso, escritas com letras grandes em russo e inglês, indicando a direção que o passageiro deve seguir para fazer a baldeação desejada. Antes, os visitantes do metrô de Moscou se guiavam apenas pelos sinais pendurados no teto, escritos apenas em língua russa.

No entanto, essa nova solução tem uma grande desvantagem. "No metrô, a sinalização no chão é visível apenas quando há um pequeno fluxo de pessoas - menos de três por metro quadrado. Na hora do rush ninguém vai reparar nesses sinais", diz o diretor do Centro de Pesquisas para as Questões do Tráfego de Moscou, Konstantin Trofimenko.

Um dos maiores problemas para os turistas continua sendo a falta de tradução dos nomes das estações nas entradas do metrô. O Departamento de Transporte de Moscou ainda não disse quando esse problema será resolvido, mas gráficos dentro dos vagões já apresentam tradução para o alfabeto latino.

Saídas numeradas

Agora, nas saídas das estações centrais Okhotni Riad, Teatralnaia, Plochad Revolutsii, Lubianka e Kuznetskii Most, as autoridades da cidade colocaram painéis coloridos com o número da saída e um mapa da região, indicando as principais atrações turísticas e infraestrutura das proximidades. A elaboração dos mapas teve a participação de especialistas britânicos dos escritórios de design City ID e Billings Jackson Design, responsáveis ​​por projetos de sucesso em Nova York e Londres.

Moscovitas e visitantes da cidade fizeram uma avaliação positiva dos novos elementos de sinalização. A maioria das pessoas considera que a melhor mudança é a numeração das saídas do metrô, já que muitas das estações têm várias saídas para a rua. Por exemplo, a estação Kitai Gorod, umas das mais movimentadas no centro de Moscou, tem mais de dez saídas. Antes elas se diferenciavam umas das outras apenas pelos nomes das ruas e locais de interesse turístico perto dos quais eram localizadas, mas turistas e pessoas com dificuldades de orientação espacial facilmente se confundiam.

"Eu moro em Moscou já faz sete anos e mesmo assim nem sempre sei que direção devo tomar para sair no local onde quero. Por isso estes novos mapas vêm a calhar", diz Anjelika, uma designer do bairro de Voronej.

Os estrangeiros prestam atenção a outras coisas. "Ainda bem que esses novos painéis informativos têm código QR, que pode ser ‘lido’ com o smartphone. Mas também há problemas: as letras latinas nesses cartazes informativos com indicações para os teatros e museus são muito pequenas, o que nos obriga a chegar mais perto para conseguir ver bem", explica Florentina, uma roteirista de Viena.

À austríaca também não agradou o fato de os painéis não existirem em todas as estações do metrô: "Encontrar a propriedade Tzaritsino (um museu e reserva natural localizado no sul de Moscou) na estação de metrô com o mesmo nome acabou sendo uma tarefa bem difícil para mim. Lá não tem mapas indicando os locais de interesse turístico, como os que existem no centro da cidade. Não tinha qualquer indicação em inglês, e as pessoas que encontrei também não falavam inglês e não puderam me ajudar".

As autoridades de Moscou dizem que a sinalização está sendo readaptada gradualmente ao novo estilo. De acordo com Dária Tchuvacheva, funcionária da assessoria de imprensa do Departamento de Transportes de Moscou, a introdução de um sistema único de sinalização acontecerá por etapas: "Até o final de 2014, o sistema irá aparecer nas primeiras estações de metrô fora do perímetro da linha circular. Até o final de 2015, prevê-se que todos os principais pontos de ônibus, estações de metrô e eixos intermodais de transportes estarão equipados com as sinalizações".

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.