Policiais femininas estão proibidas de encurtar saias do uniforme

Saias e salto alto fazem parte do uniforme da polícia feminina na Rússia Foto: PhotoXPress

Saias e salto alto fazem parte do uniforme da polícia feminina na Rússia Foto: PhotoXPress

O Ministério do Interior proibiu qualquer modificação no uniforme em resposta ao crescente número de saias curtas usadas pelas mulheres, assim como a tendência dos colegas do sexo masculino de cortar as mangas da camisa do uniforme. Representando do Sindicato dos Policiais culpou governo pela insuficiência de vestiários nos departamentos policiais.

O órgão federal lançou uma ofensiva para combater a tendência de encurtar a bainha das saias testemunhada entre as policiais femininas da Rússia.

Além de modificações, a polícia está proibida de misturar seus uniformes com roupas civis e de usar peças amassadas. O decreto foi assinado pelo vice-ministro do Interior, Serguêi Guerasimov, e enviado a todos os chefes de departamentos policiais.

Guerasimov advertiu que tais liberdades tomadas em relação aos uniformes da polícia só servem para minar a autoridade do Ministério do Interior e desacreditar a força policial como um todo.

“Quando você encontra pessoas, a primeira coisa que vê é o seu vestuário. Para um oficial de polícia que cumpre seus deveres, é fundamental ter uma aparência asseada e limpa. De tempos em tempos, vemos casos de policiais vestindo uniformes impróprios”, disse. “Os chefes dos departamentos devem prestar mais atenção à aparência de seus subordinados.”

Guerasimov está incentivando todos os policiais a se readaptarem e cumprirem rigorosamente os requisitos de uniformes, e ordenou os chefes de departamento a inspecionar o traje oficial antes do início dos turnos.

Mikhail Páchkin, presidente do conselho de coordenação do Sindicato dos Policiais, declarou ao jornal “Izvéstia” que os policiais não eram culpados pelo desleixo nas roupas. As queixas listadas por Guerasimov seriam resultado, entretanto, do fracasso do Ministério do Interior em providenciar vestiários suficientes para a polícia.

Quanto ao problema das policiais do sexo feminino que encurtam suas saias, Páchkin disse não haver qualquer motivo para reclamações. “Talvez as garotas queiram casar. A propósito, elas estão pensando na situação demográfica”, arrematou Páchkin.

 

Publicado originalmente pelo The Moscow Times

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.