Moscou simplifica regras para estrangeiros obterem cidadania russa

Investidores terão que injetar pelo menos US$ 2,8 bilhões em empresas russas para usufruir dos benefícios Foto: RIA Nóvosti

Investidores terão que injetar pelo menos US$ 2,8 bilhões em empresas russas para usufruir dos benefícios Foto: RIA Nóvosti

Assembleia Federal da Rússia aprovou nesta quarta-feira (18) alterações à legislação nacional sobre cidadania, simplificando as regras para obtenção do documento a graduados estrangeiros em instituições russas de ensino superior, empresários e investidores.

As novas regras são aplicadas aos graduados em instituições russas de ensino superior que receberam seus diplomas após 1° de julho de 2002 e trabalharam na Rússia por, pelo menos, três anos.

Também serão válidas para os investidores que injetarem a partir de 100 milhões de rublos (cerca de US$ 2,8 bilhões) no patrimônio líquido de pessoas jurídicas russas.

Os jornalistas estrangeiros que trabalharem para meios de comunicação que distribuem informação em línguas estrangeiras ficarão isentos do dever de provar domínio da língua russa e conhecimento de história local ao receberem permissão para trabalhar no país.

 

Publicado originalmente pela agência Itar-Tass

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.