Prefeitura de São Petersburgo lista mais de 70 erros de planejamento urbano

“Objetos dissonantes" no centro não contribuem para destacar belezas da cidade Foto: Aleksandr Petrossian

“Objetos dissonantes" no centro não contribuem para destacar belezas da cidade Foto: Aleksandr Petrossian

Governo da capital cultural da Rússia elaborou uma lista com 73 edifícios sem os quais as paisagens e conjuntos arquitetônicos emblemáticos da cidade ficariam mais evidentes.

Os edifícios presentes na relação, a maioria dos quais foram construídos na década passada, foram rotulados como “objetos dissonantes”. O documento já ganhou a aprovação do Ministério da Cultura, em Moscou, e será agora enviado para apreciação da Assembleia Legislativa de São Petersburgo.

A inclusão na lista não implica em quaisquer consequências legais para os proprietários dos edifícios, mas a comissão para proteção do patrimônio da cidade planeja lançar medidas que neutralizem os danos no centro da cidade, atualmente listada como Patrimônio Mundial da Unesco.

Estão incluídos no documento diversos complexos residenciais de luxo ao longo do rio Neva, assim como centros comerciais construídos em praças centrais nos últimos anos. Alguns dos novos edifícios de São Petersburgo já passaram por reformas devido a questões estéticas.

Além dos edifícios mais recentes, a lista apresenta vários outros construídos ainda durante a época soviética, incluindo a Grande Sala de Concertos Oktiabrski, erguida em 1967.

 

Publicado originalmente pelo jornal The Moscow Times

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.