Rússia tem nível mínimo de antissemitismo, aponta Congresso Judaico Europeu

A Rússia continua no grupo de países com nível mínimo de antissemitismo Foto: AFP/East News

A Rússia continua no grupo de países com nível mínimo de antissemitismo Foto: AFP/East News

Chefe do Congresso Judaico Europeu, Moshe Kantor, comentou resultados de relatório anual sobre o antissemitismo no mundo em 2013.

A Rússia continua no grupo de países com nível mínimo de antissemitismo, disse o chefe do Congresso Judaico Europeu, Moshe Kantor, comentando os resultados do relatório anual sobre o antissemitismo no mundo em 2013.

O relatório foi publicado no último domingo no Centro Kantor da Universidade de Tel Aviv.

“Em número de manifestações antissemitas, a Rússia está em último lugar. O antissemitismo na Rússia está latente e adormecido”, disse Kantor .

Ele observou que, em outros países, inclusive na Europa Ocidental, “o caráter do antissemitismo” está mudando. “Suas manifestações se tornaram mais veementes e provocadoras”, disse ele.

De acordo com o centro de pesquisa dirigido por Kantor, em 2013 foram  registrados 15 casos de “antissemitismo violento” na Rússia. Na Ucrânia, foram 23 . No mesmo período, foram registrados 116 incidentes semelhantes na França, 95 no Reino Unido, 83 no Canadá  e 55 nos EUA.

 

Publicado originalmente pela RIA Nóvosti

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook


Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.