Branca de Neve tira livro de matemática da lista de didáticos

Branca de Neve não é não é "adequada para instigar o patriotismo” Foto: disney.wikia.com

Branca de Neve não é não é "adequada para instigar o patriotismo” Foto: disney.wikia.com

Ministério da Educação e Ciência pretende excluir livro de matemática da lista de obras didáticas recomendadas para escolas de ensino fundamental, após acusação de que os personagens de conto de fadas no livro são “insuficientemente russos”.

A funcionária da Academia Russa de Educação, Liudmila Uliakhina, disse que usar Branca de Neve, Chapeuzinho Vermelho, Pinóquio, Cinderela e outros personagens de conto de fadas clássicos em ilustrações no livro de matemática “não é adequado para instigar o patriotismo”.

“O que vemos na primeiras páginas? Gnomos, Branca de Neve - personagem que representam uma cultura estrangeira”, argumentou. “Eu me perguntava o que os gnomos estão fazendo nessas páginas e se eles ajudando as crianças a entender as soluções para esse ou aquele problema matemático. Chego à conclusão de que eles não têm relevância direta para a resolução.”

O livro, escrito por Liudmila Peterson, é uma das obras de matemática mais populares do país, mas “será excluída da lista de livros didáticos em breve”, anunciou o Ministério da Educação.

“Quando eu fui atacada por críticos que alegam que patriotismo em um livro de matemática era um conceito ridículo, eu fiz as contas. Dos 119 personagens retratados nesse livro, apenas nove têm algo a ver com a cultura russa”, disse Uliakhina.

“Sinto muito, mas não é o patriotismo que é ridículo, é a nossa mentalidade”, arrematou.

 

Publicado originalmente pelo The Moscow Times

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.