Mais de 50% dos russos contribuem com terceiro setor, diz senadora

Voluntários trabalharam ativamente nas regiões afetadas por enchentes em setembro passado Foto: RIA Nóvosti

Voluntários trabalharam ativamente nas regiões afetadas por enchentes em setembro passado Foto: RIA Nóvosti

Cerca de 220 mil organizações sem fins lucrativos operam em todo o país.

Mais da metade dos cidadãos russos estão envolvidos em iniciativas sociais e instituições de caridade, informou a porta-voz do Conselho da Federação (senado russo), Valentina Matvienko, durante reunião do conselho de coordenação para entidades civis. “Cerca de 220 mil organizações sem fins lucrativos operam em todo o país”, acrescentou.

“As iniciativas de voluntariado, proteção de recursos naturais e monumentos históricos, juntamente com a busca de pessoas desaparecidas, estão sendo cada vez mais disseminadas”, disse ela, acrescentando que “os ativistas da sociedade civil estão constantemente chamando a atenção das autoridades e da sociedade para os problemas de corrupção e violação dos direitos humanos”.

Matvienko ressaltou a contribuição dos voluntários que trabalharam nas regiões afetadas por enchentes no Extremo Oriente russo, em setembro passado, e à organização de eventos esportivos internacionais, incluindo a Universíada 2013, em Kazan, e os Jogos Olímpicos de Inverno de 2014, em Sôtchi.

“É muito importante que as instituições da sociedade civil participem na execução de políticas sociais”, finalizou.

 

Publicado originalmente pela agência Itar-Tass

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.