80% dos russos apoiam anexação da Crimeia, revela pesquisa

Em 2009, apenas 55% dos entrevistados na Rússia expressaram a mesma opinião Foto: Mikhail Voskresénski/RIA Nóvosti

Em 2009, apenas 55% dos entrevistados na Rússia expressaram a mesma opinião Foto: Mikhail Voskresénski/RIA Nóvosti

Número de pessoas que sempre consideraram região como parte da Rússia chegou a quase 90%, segundo pesquisa de instituto estatal publicada nesta segunda-feira (24).

Os dados coletados pelo Centro de Estudo de Opinião Pública da Rússia (VTsIOM) mostram que 80% dos entrevistados acreditam que “a Rússia deve lutar pelo direito de governar a península [da Crimeia], mesmo que a questão territorial se torne em motivo de conflito com a Ucrânia”.

Em 2009, apenas 55% dos entrevistados na Rússia expressaram a mesma opinião em relação à pergunta.

A pesquisa também mostrou que 89% dos russos sempre consideraram a Crimeia como parte do território russo.

A pesquisa foi realizada nos dias 15 e 16 março e contou com 1.600 entrevistados em diversas regiões do país. A margem de erro não excede 3,4 pontos percentuais.

Os moradores da República da Crimeia participaram de um referendo no último dia 16, e decidiram separar-se da Ucrânia. Posteriormente, foi assinou um tratado com Moscou sobre a adesão da Crimeia à Federação Russa. No final da semana passada, o tratado foi ratificado pelo Parlamento russo e assinado pelo presidente Vladímir Pútin.

Pútin e outras autoridades afirmaram repetidas vezes que o referendo da Crimeia está em plena conformidade com o direito internacional e a Carta das Nações Unidas. Segundo eles, também está de acordo com o precedente estabelecido pela separação de Kosovo da Sérvia em 2008.

 

Publicado originalmente pela agência Itar-Tass

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.