Rede social VK vai assinar memorando antipirataria

Acordo vai excluir companhia russa do rol de empresas que violam os direitos autorais de americanos Foto: ITAR-TASS

Acordo vai excluir companhia russa do rol de empresas que violam os direitos autorais de americanos Foto: ITAR-TASS

A rede social VK.com, antes chamada Vkontakte, deve assinar o memorando antipirataria da agência de telecomunicações russa (Roskomnadzor), durante o Fórum Econômico de São Petersburgo, em maio.

O diretor-executivo do VK.com, Dmítri Sergueiev, confirmou à agência Itar-Tass que, em breve, a rede poderá assinar o memorando e que a Roskomnadzor estava realizando consultas com detentores de direitos autorais.

O memorando regula o acordo pré-julgamento de litígios entre sites e detentores de direitos autorais, além de propor sistemas para identificar conteúdo. 

Em dezembro passado, o documento foi assinado pela Organização Antipirataria Russa (Rapo), representando os interesses dos detentores de direitos autorais estrangeiros, Canal Um, emissora estatal VGTRK, estúdio de cinema Mosfilm, National Media Group, Mail.ru, Ivi.ru, Zoomby.ru e Rutube.ru, entre outros. Yandex, Google e VK não assinaram o memorando na ocasião. 

A principal condição para a assinatura do memorando no caso da VK.com é o uso de um sistema de identificação de conteúdo, o que vai ajudar a controlar e eliminar prontamente materiais que possuem direitos autorais. 

"Esse será o primeiro passo para a exclusão da rede social do relatório Especial 301 do Escritório de Representação Comercial dos EUA, que limita as oportunidades de empresas buscarem financiamento no exterior e assinarem acordos com detentores de direitos autorais estrangeiros", disse Sergueiev.

O relatório Especial 301 enumera as empresas que violam os direitos autorais de companhias norte-americanas. O VK.com é incluído na lista desde 2011.

 

Publicado originalmente pela agência Itar-Tass

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.