Patriarca Kirill exorta Turchinov a lutar contra discriminação étnica

Partes trocaram opiniões sobre a situação atual na Ucrânia Foto: Reuters

Partes trocaram opiniões sobre a situação atual na Ucrânia Foto: Reuters

Pedido feito a presidente interino da Ucrânia visa minimizar sofrimento das minorias atacadas por nacionalistas.

O Patriarca de Moscou e de Toda a Rússia, Kirill, pediu ao presidente interino da Ucrânia, Aleksandr Turchinov, que não poupe esforços para prevenir a escalada da violência na Ucrânia, bem como a discriminação religiosa e étnica. 

Em conversa telefônica, "as partes trocaram opiniões sobre a situação atual na Ucrânia, e o patriarca russo ouviu a posição de Turchinov ", disse o assessor de imprensa do patriarca, o diácono Aleksandr Volkov, à agência de notícias Itar-Tass. 

O líder religioso expressou profunda preocupação com os recentes desdobramentos na Ucrânia. "O patriarca acredita que é necessário fazer todo esforço possível para acabar com o sofrimento das pessoas, evitar qualquer manifestação de violência e qualquer tipo de discriminação religiosa ou étnica", acrescentou o assessor.

 

Publicado originalmente pela agência de notícias Itar-Tass

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.