Rio próximo a Moscou escurece por causa de poluição

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Ecologistas colheram amostra de “água negra” para identificar substâncias que causaram doenças em moradores. Bairro da cidade de Timokhovo também é palco de outro escândalo de poluição do ar desde o ano passado.

Os moradores de uma pequena cidade próxima a Moscou estão reclamando que o rio de região mudou de cor por causa da poluição, forçando as autoridades a investigar a fonte da contaminação.

Os ecologistas do Ministério de Recursos Naturais viajaram à cidade de Timokhovo, a aproximadamente 35 quilômetros da capital, para checar as queixas sobre a água negra que tomou conta do rio. Os moradores também alegam que o volume de água subiu quase meio metro nos últimos dias e ameaça invadir as casas nos entornos.

O bairro de Noguinski também é centro de um escândalo de poluição do ar desde o ano passado, depois de os locais reclamarem do um cheiro persistente de enxofre e amônia.

O odor supostamente provocou doenças em inúmeros moradores da região, incluindo dores de cabeça e problemas respiratórios graves.

Diversos testes foram conduzidos desde então, envolvendo a agência de vigilância dos direitos dos consumidores e laboratórios ambientais. As pesquisas identificaram níveis de sulfeto de hidrogênio e outros compostos no ar acima dos padrões permitidos por lei.

 

Publicado originalmente pelo The Moscow News

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.