Russos endividados têm gatos e papagaios apreendidos pela Justiça

Valor desse gato era estimado em 1000 rublos (US$ 30) Foto: AFP / East News

Valor desse gato era estimado em 1000 rublos (US$ 30) Foto: AFP / East News

Os oficiais de justiça russos começaram a vender animais domésticos apreendidos devido a dívidas de seus donos. As apreensões na maioria das vezes são provocadas pelo não pagamento das taxas de utilidade pública (energia elétrica, gás, água, telefone etc.) ou por danos causados a vizinhos.

Há pouco tempo, na cidade de Irkutsk, um filhote de gato da raça mei-kun foi vendido por 23 mil rublos (US$ 650), em razão de uma dívida de 1,5 milhões de rublos (US$ 43mil). O gato, retirado de seu dono por oficiais judiciais em setembro, foi vendido apenas no final de dezembro, depois de vários meses de tentativas.  O caso ganhounotoriedade porque foi a primeira vez que gato apreendido pela Justiça russa foi vendido. A apreensão de animais domésticos já acontece há cinco anos, mas o gato foi o primeiro a ir a leilão. 

Os primeiro caso de gato apreendido ocorreu em Kuzbass, na Sibéria. Em 2009, oficiais judiciais apreenderam um filhote de cinco meses chamado Lexus, pertencente a um casal da aldeia de Metalploshadka, a 15 quilômetros da cidade de Kemerovo.

De acordo com dados do serviço judiciário regional, o casal ocupava um apartamento de três quatros e tinha uma dívida de 15 mil rublos (US$ 450), causada pela falta de pagamento de serviços como gás, luz, água e telefone. A empresa fornecedora dos serviços recorreu à Justiça e ganhou o caso.

Os oficiais judicias realizaram a apreensão dos bens quando o período de pagamento da dívida se expirou. O preço estabelecido pelo gato sem raça era em torno de mil rublos (US$ 30). A maior parte da dívida foi paga pelos proprietários depois de alguns dias e o animal foi deixado sob a responsabilidade dos donos. De acordo com a administração federal do serviço dos oficiais de justiça, o rápido pagamento ocorreu graças à apreensão do gato.

Em setembro de 2013, o serviço judiciário de Kemerovo revelou um outro caso parecido, dessa vez um homem que devia 45 mil rublos (US$ 1,4 mil) aos seus vizinhos, devido a um vazamento de responsabilidade do devedor. Os oficiais de justiça não conseguiram realizar a apreensão de todos os bens, pois a maioria dos objetos na casa pertencia à mãe e à mulher do devedor. Um gato era a única coisa pertencente ao dono e o valor atribuído a ele era equivalente a 500 rublos (US$ 15). A pesar da grande diferença entre o valor da dívida e o valor atribuído ao gato, o acusado tomou a decisão de pagar os vizinhos.

Gatos mancos e papagaios

Fotos: Roman Kisseliov

De fato, mesmo animais que somente podem ter valor sentimental são apreendidos. Em Volsk, na região de Saratov, oficiais de justiça apreenderam um gato persa de 11 anos de idade. A dona do animal tinha uma dívida de 5.000 rublos (US$150) pelo uso de serviços de utilidade pública. O gato foi apreendido junto com  uma televisão antiga. Segundo um relatório, o valor do gato era estimado em 50 rublos (US$ 1,5). De acordo com mídia local de Saratov, a liberação dos bens e o pagamento da dívida foram realizados logo depois da apreensão do animal.

No final do ano passado, um homem de 50 anos, morador da cidade de Astrakhan, foi processado por uma dívida de 280 mil rublos (US$ 8.000), referente a um incêndio que ele provocou acidentalmente na casa de uma mulher. Seu gato Rizgik, um vira-lata manco de dois anos de idade, foi apreendido no começo de novembro de 2013. Junto com o animal foram levados um umidificador, uma televisão, luminárias, um ferro e um celular. Nesse momento o gato está sendo oferecido em leilão oficial. O animal deverá ser vendido pela Agência Federal de Gestão de Propriedade do Estado (Rosimushchestvo), com um preço inicial de 200 rublos (US$ 6).

Gatos não são os únicos animais que sofrem com as dívidas de seus proprietários. A venda de animais rurais, como galinhas, vacas, cabras e cavalos, já acontece há muito tempo. Muitas vezes em leilões são vendidos cães de raça e animais exóticos. De acordo com informações sobre o confisco de bens, nesse momento estão à venda um filhote pastor alemão de seis meses da idade, pelo preço de 300 rublos (US$ 9), duas tartarugas e três papagaios.

 

Publicado originalmente por Arguménti e Fácti

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.