Policia que brecou homem-bomba em Volgogrado recebe homenagem

O decreto de Pútin também destina o título a dois policiais que sobreviveram ao ataque Foto: ITAR-TASS

O decreto de Pútin também destina o título a dois policiais que sobreviveram ao ataque Foto: ITAR-TASS

Presidente russo Vladímir Pútin condecorou postumamente o sargento Dmítri Mákovkin, que morreu quando tentava brecar um homem-bomba na entrada do terminal de trem em Volgogrado, no mês passado.

Mákovkin recebeu o título de Ordem de Coragem, conforme decreto presidencial publicado no início da semana.

Dois homens-bombas mataram 34 pessoas e deixaram mais de 70 feridos durante os atentados no terminal de trem e em um trólebus na cidade no sul da Rússia.

O título foi concedido a Mákovkin “pela coragem, valor e altruísmo” demonstrados. O chefe dos inspetores, Serguêi Nalivaiko, também recebeu a Ordem da Coragem.

O decreto de Pútin também destina o título a dois policiais que sobreviveram ao ataque, bem como concede a “Medalha de Coragem” a outros oficiais e investigadores.

 

Publicado originalmente pela agência de notícias Itar-Tass

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.