Presentes dos reis-magos provocam filas imensas em Moscou

Mais de cem mil pessoas fizeram filas em frente à Catedral de Cristo Salvador, em Moscou Foto: Dária Kozireva

Mais de cem mil pessoas fizeram filas em frente à Catedral de Cristo Salvador, em Moscou Foto: Dária Kozireva

Na véspera do Natal ortodoxo, celebrado no último dia 7, Moscou recebeu uma das relíquias cristãs mais sagradas, os presentes dos reis-magos. Uma longa fila se formou em frente ao a Catedral de Cristo Salvador, onde estava exposto o relicário que, segundo a Bíblia, foi oferecido a Jesus.

Uma fila extensa foi organizada em segmentos para coordenar a entrada ao templo, no centro da capital. “É um esforço espiritual”, diz uma senhora na fila, “uma superação de dificuldades no caminho que leva à relíquia. Quando se chega a algo sem esforço, talvez não se dê tanto valor. Qualquer cristão ortodoxo deve se esforçar para obter resultados espirituais.”

Ao redor da fila, policiais, ambulâncias e equipes do Ministério para Situações de Emergência davam suporte ao evento, que causou grandes congestionamentos nas vias adjacentes e superlotação das estações de metrô próximas.

Mas nem mesmo a garoa e o frio desanimaram a multidão composta, em sua grande maioria, por aposentadas, sobretudo porque voluntários distribuíam chá quente para todos os presentes na fila.

“As pessoas precisam de acreditar em algo”, diz outra senhora bastante animada. “Antes, acreditavam em Stálin, em Lênin. Em cada época e lugar há algo para acreditar. Acreditamos que o nosso esforço, de estarmos em pé tanto tempo, terá um resultado espiritual. É muito melhor do que ficar na cozinha ou ver televisão”, continua.

Ao sair da catedral, os fiéis andavam geralmente cansados e concentrados. “Fiquei oito horas na fila, mas valeu a pena viajar de Voronej para ver a relíquia”, conclui.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.