Ex-espiã russa lança coleção de roupas

Desde que voltou à Rússia, Chapman vem se envolvendo com política, televisão e novas oportunidades de negócios Foto: AP

Desde que voltou à Rússia, Chapman vem se envolvendo com política, televisão e novas oportunidades de negócios Foto: AP

A mais conhecida e atraente espiã moderna da Rússia, Anna Chapman, entrou no ramo da moda, lançando uma linha de roupas casuais em um desfile no resort turco de Antalya.

“Ela realmente quis fazer roupas que para usar em qualquer lugar, de uma cidade grande a uma aldeia remota”, anuncia um porta-voz da russa. Aos 31 anos, Chapman contratou jovens estilistas de faculdades de moda para desenhar os modelos de sua primeira coleção.

“Chapman não quis desistir do seu trabalho como consultora em um banco pequeno, cujo nome é, aliás, uma abreviação em russo para FSB – o mesmo que o Serviço Federal de Segurança, sucessor do KGB”, acrescentou o porta-voz à agência de notícias Ria Nóvosti.

Chapman, filha de um suposto agente do KGB, foi presa nos Estados Unidos, em 2010, sob acusação de espionagem para a Rússia. Ela foi deportada em uma troca de prisioneiros, juntamente com outros nove supostos agentes infiltrados.

Desde o seu retorno à Rússia, Chapman se envolveu em questões políticas, além de ter apresentado um programa de TV sobre os “mistérios do mundo” e estampado fotos picantes em revistas masculinas. Antes, a ex-espiã demonstrou interesse em desenvolver uniformes para os cosmonautas, mas o projeto não foi levado adiante.

Chapman também ganhou as manchetes em julho passado, quando propôs casamento ao delator norte-americano Edward Snowden pelo Twitter. O ex-agente na CIA estava, naquela época, escondido em um aeroporto de Moscou. Embora Snowden tenha posteriormente ganhado asilo no país, não houve qualquer continuidade sobre o assunto.

 

Publicado originalmente pelo The Moscow News

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.