Corrida de trenó com cães vai pagar prêmio de US$ 185 mil

Novas gerações devem dominar a temporada 2014 da corrida de trenós em Kamtchatka Foto: Aleksandr Kriajev/RIA Nóvosti

Novas gerações devem dominar a temporada 2014 da corrida de trenós em Kamtchatka Foto: Aleksandr Kriajev/RIA Nóvosti

Evento tradicional da península de Kamtchatka celebra as tradições dos povos indígenas da região.

Um prêmio de 6 milhões de rublos (cerca de US$ 185 mil) será disponibilizado para a corrida de trenó puxado por cães de Kamtchatka, conhecida como Beringuia, que acontecerá em março.

Este ano, o ponto de partida e a distância da corrida foram alterados. Os condutores do trenó vão largar de Petropavlovsk-Kamtchatski e finalizar a corrida na aldeia de Tilitchiki, percorrendo 1.300 km em vez dos tradicionais 950 km. No ano passado, a corrida começou em Esso, uma cidade no centro de Kamtchatka, e terminou na aldeia de Ossora, na costa do mar de Bering.

Desde 2010, a Beringuia se tornou um feriado oficial do território de Kamtchatka.

As festividades deste ano foram anunciadas em um corrida de Natal, realizada em Esso na última segunda-feira (6). No total, 12 trenós puxados por cachorros e conduzidos por crianças e adolescentes com idade entre 12 a 17 anos participaram da corrida de Natal.

A competição aconteceu em dois percursos diferentes, um de 2 km e o outro de 10 km, com dois ou quatro cães por trenó. Os organizadores dizem que praticamente todos os participantes do último evento planejam integrar as equipes do Beringuia, ocupando, assim, o lugar das gerações mais velhas.

A Beringuia foi realizada pela primeira vez em 1990 por iniciativa de revista “Severnie Prostori” (“Espaço do Norte”, em tradução livre) em conjunto com a Fundação dos Povos Indígenas do Norte, Sibéria e Extremo Oriente.

Os veteranos da corrida de trenó puxado por cães dizem que a Beringuia não é apenas uma competição, mas também tem o objetivo de preservar as tradições dos povos indígenas de Kamtchatka.

É também um dos eventos mais importantes da península durante a primavera. Diversos shows, reuniões de moradores e festas acontecem nos vilarejos remotos por onde passa.

 

Publicado originalmente pela agência ITAR-TASS

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.